Paulo Portas e Aguiar Branco no Parlamento para esclarecerem futuro da Base

Paulo Portas e Aguiar Branco no Parlamento para esclarecerem futuro da Base

 

Lusa/AO online   Nacional   28 de Nov de 2012, 16:26

A Comissão Parlamentar de Defesa aprovou esta quarta-feira, por unanimidade, uma proposta da maioria PSD/CDS para a realização de uma audição conjunta com os ministros Aguiar-Branco e Paulo Portas sobre o futuro da Base das Lajes.

Esta audição vai ser agendada na sequência do anúncio por parte das autoridades dos Estados Unidos de que a presença militar norte-americana na Base das Lajes será em breve muito reduzida, o que poderá ter consequências negativas no futuro económico da região.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Comissão Parlamentar de Defesa, o deputado social-democrata Matos Correia, referiu que a reunião com os ministros José Pedro Aguiar-Branco e Paulo Portas será conjunta com os deputados da Comissão Parlamentar de Negócios Estrangeiros.

"Eu e o presidente da Comissão Parlamentar de Negócios Estrangeiros [o deputado socialista Alberto Martins] vamos a partir de agora procurar uma data que sirva as duas comissões parlamentares e também os ministros da Defesa Nacional e dos Negócios Estrangeiros", afirmou.

Na reunião da Comissão Parlamentar de Defesa, que durou pouco mais de uma hora, a maioria PSD/CDS rejeitou uma proposta do PS para que fosse ouvido com caráter de urgência, isoladamente, o ministro José Pedro Aguiar-Branco.

"A maioria PSD/CDS entendeu que a Base das Lajes resulta de um acordo de cooperação com os Estados Unidos, tendo uma componente de Defesa, mas também uma componente diplomática na esfera dos Negócios Estrangeiros. De resto, esta questão da Base das Lajes tem sido tratada entre o Ministério dos Negócios Estrangeiros e o Departamento de Estado norte-americano", justificou ainda Matos Correia.

Em declarações à agência Lusa, o deputado socialista Marcos Perestrello disse esperar agora que a reunião conjunta com os ministros da Defesa e dos Negócios Estrangeiros "seja agendada com caráter de urgência".

"Espero que seja marcada para a próxima semana. Este Governo tem conduzido a questão da Base das Lajes de forma irresponsável, não evolvendo nem o Parlamento, nem o Governo Regional dos Açores", acusou o líder da Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL) do PS.

Marcos Perestrello sustentou depois que, "tanto o Parlamento, como o Governo Regional dos Açores, foram apanhados de surpresa" sobre o estado do processo relacionado com a presença norte-americana na Base das Lajes.

"Não podemos aceitar isso", acrescentou.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.