Pauleta acha Ibrahimovic um "jogador especial" e um dos maiores do Paris Saint-Germain

Pauleta acha Ibrahimovic um "jogador especial" e um dos maiores do Paris Saint-Germain

 

Lusa/AO Online   Futebol   5 de Out de 2015, 18:34

O ex-futebolista português Pedro Pauleta, ultrapassado no domingo por Ibrahimovic como melhor marcador do Paris Saint-Germain, admitiu hoje que o sueco é um "talento raro e especial" e um dos melhores de sempre do clube francês.

 

Numa carta dirigida ao avançado sueco, que depois do ‘bis’ frente ao Marselha, na nona jornada da liga francesa, se tornou no melhor marcador de sempre do emblema da capital francesa, com 110 golos, o açoriano mostrou-se feliz por ter sido um jogador como Zlatan, que admite admirar muito, a ultrapassar o seu registo.

“És um jogador que eu admiro muito. Quero felicitar-te por te tornares no melhor marcador de sempre do clube. Quando eu quebrei Dominique Rocheteau sabia que um dia iria também ser ultrapassado. Estou muito contente que tenhas sido tu, um dos três melhores jogadores do mundo da atualidade, a chegar a esse registo”, pode ler-se, citado pela France Football.

Depois de ter sido ultrapassado por Cristiano Ronaldo no número de golos pela seleção portuguesa, Pauleta diz que é para si um “grande orgulho ver-se ultrapassado por jogadores de tanta qualidade”, mas admite que nunca esperava que o seu recorde em Paris fosse parar às “mãos” de Ibrahimovic.

“Quando assinaste pelo PSG [na época 2012/2013] nunca pensei que pudesses alcançar este objetivo, pois hoje em dia é raro um jogador, ainda para mais do teu nível, ficar quatro ou cinco anos no mesmo clube”, escreveu.

Admitindo que o talento do jogador sueco é “raro”, Pauleta recusa-se a apontar ‘Ibra’ como o melhor jogador que já vestiu a camisola dos parisienses, preferindo destacá-lo como um dos melhores e, por isso, uma peça fundamental para a equipa alcançar o sucesso ‘europeu’ e vencer a Liga dos Campeões.

“Infelizmente apenas disputei uma vez a Liga dos Campeões, por isso desejo que consigas algo grande com o meu clube nessa competição. O PSG tem as qualidades para ganhar essa competição, mas para isso precisa de ti”, concluiu.

Tido como um jogador polémico, o sueco, de 34 anos, que em certa altura chegou a afirmar que antes da sua chegada ao PSG não havia nada, venceu em Paris três ligas francesas (2013, 2014 e 2015), uma Taça de França (2014/2015), três supertaças (2013, 2014 e 2015) e duas taças da liga francesa (2014 e 2015).

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.