Parlamento Europeu quer esquema de compensação para funcionar no final das quotas

Parlamento Europeu quer esquema de compensação para funcionar no final das quotas

 

Lusa/AO online   Regional   18 de Dez de 2012, 11:17

O Parlamento Europeu (PE) propõe um esquema de compensação para os produtores de leite em alturas de crise, que funcione após 2015, quando se prevê o fim do regime das quotas de produção, foi divulgado esta terça-feira.

Um relatório do eurodeputado francês Michel Dantin, que será votado em Comissão de Agricultura do PE no dia 23 de janeiro, prevê a criação de um mecanismo de compensação dos agricultores mais afetados em momentos de crise.

O mecanismo prevê que os Estados-membros mantenham, até 2020, pagamentos ligados à produção com percentagens entre os cinco e os 10%, podendo ir aos 15% em casos excecionais, explicou à Lusa fonte parlamentar.

Estes pagamentos poderão ser canalizados pelos Estados-membros para o setor do leite, sendo que os produtores recebem atualmente, em Portugal, entre 700 e 800 euros por hectare.

O relatório de Dantin prevê ainda que, numa altura de crise, uma medida com efeitos imediatos tem a ver com a alimentação do animal.

“Quanto mais um animal é produtivo, mais é sensível às alterações das condições alimentares”, disse o deputado, e este é um recurso acessível aos pequenos e médios produtores, os primeiros a ser afetados por crises.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.