Papa nomeia João Lavrador bispo coadjutor da Diocese de Angra

Papa nomeia João Lavrador bispo coadjutor da Diocese de Angra

 

Lusa/AO Online   Regional   29 de Set de 2015, 13:32

O papa Francisco nomeou hoje João Lavrador, atual bispo auxiliar do Porto, bispo coadjutor da Diocese de Angra, nos Açores, que deve suceder a António Sousa Braga quando este completar 75 anos em março de 2016, foi hoje anunciado.

“Por ser coadjutor, o novo bispo tem direito a suceder automaticamente a António de Sousa Braga, assim que o atual bispo da Diocese de Angra e ilhas dos Açores resignar, transformando-se no 39.º bispo diocesano, o 37.º que não é natural do arquipélago”, adianta o portal da Igreja Católica nos Açores, acrescentando que João Lavrador deve iniciar funções no último fim de semana de novembro.

João Evangelista Pimentel Lavrador nasceu a 18 de fevereiro de 1956, em Seixo de Mira, concelho de Mira, distrito de Coimbra, tendo sido ordenado presbítero em junho de 1981, na Sé Nova de Coimbra, e era desde o dia 29 de junho de 2008 bispo auxiliar do Porto, nomeado pelo papa Bento XVI.

Em 1991, fez o curriculum escolar para o doutoramento, cujo grau obteve em 1993, apresentando e defendendo a tese “Pensamento Teológico de D. Miguel da Anunciação –Bispo de Coimbra (1741 – 1779) e renovador da Diocese”.

Em declarações ao portal da igreja açoriana, João Lavrador manifestou-se surpreso com a escolha feita pelo papa, mas confiante pelo “sentido do chamamento e da missão”, e apelou para que “os açorianos tenham a benevolência” de aceitá-lo.

“Tinha o ano todo preparado em comunhão com os restantes bispos do Porto e também porque eu próprio me sentiria fora do alcance dos Açores”, desde logo “porque a Diocese de Angra é uma realidade muito própria, com uma dinâmica e uma riqueza de gente e tradições religiosas muito próprias às quais me sinto alheio e diferente”, e, por isso, “não sentiria que fosse eu o escolhido para me enriquecer e beneficiar dessa riqueza tão bela e profunda”, adiantou o novo prelado.

O atual Bispo de Angra, há 20 anos no cargo, elogiou a escolha de João lavrador para seu coadjutor com direito a sucessão depois da resignação, sublinhando a “grande preparação e boa experiência pastoral”.

“Vem para a Diocese com uma grande preparação e uma boa experiência pastoral. Acolhendo-o com alegria dou-lhe as boas vindas, desejando-lhe um fecundo apostolado, prometendo toda a colaboração e apoio”, disse António de Sousa Braga, na mensagem de boas vindas ao novo prelado.

A Diocese de Angra foi fundada a 03 de novembro de 1534 pela Bula Equum Reputamus, assinada pelo papa Paulo III.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.