ONU recomenda proibição de cigarros eletrónicos para menores

ONU recomenda proibição de cigarros eletrónicos para menores

 

Lusa/AO Online   Internacional   26 de Ago de 2014, 11:30

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou esta terça-feira proibir a venda de cigarros eletrónicos a menores de idade, por considerar que o consumo acarreta "ameaças graves" para os adolescentes e fetos.

 

Os peritos aconselharam também proibir-se o consumo de cigarros eletrónicos em espaços públicos fechados, indicou um documentos publicado pela OMS.

"As provas existentes mostram" que os cigarros eletrónicos "não são simples 'vapor de água'", como argumentam frequentemente os fabricantes e o seu consumo em espaços públicos fechados deve ser proibido "a menos que seja provado que esse vapor exalado não é perigoso para quem está mais próximo", afirmou.

De acordo com a OMS, existem provas suficientes para fazer uma advertência para "crianças, adolescentes, grávidas e mulheres em idade fértil" relativa às consequências a longo prazo que pode ter o consumo do cigarro eletrónico no "desenvolvimento do cérebro".

Estas recomendações foram publicadas pela organização no âmbito da sexta sessão da conferência das partes signitárias da Convenção-Quadro da OMS sobre o Controlo do Tabaco, que vai decorrer de 13 a 18 de outubro, em Moscovo.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.