Observatório das Armas promove audição sobre números "preocupantes"


 

Lusa / AO online   Nacional   23 de Abr de 2010, 15:03

O Observatório das Armas da Comissão Nacional Justiça e Paz considera que há um número "excessivo" de armas em circulação, o que "potencia a violência", por isso promove no sábado uma audição sobre o tema visto de diferentes perspectivas
"Um milhão e quatrocentas mil armas [legais] para uma população de dez milhões de habitantes" e uma estimativa de "entre 40 mil e 60 mil" ilegais são números que o Observatório sobre a Produção, Comércio e Proliferação de Armas Ligeiras indica como "bastantes preocupantes".

Fernando Roque de Oliveira, da Comissão Nacional Justiça e Paz (organismo laico da Conferência Episcopal), disse à agência Lusa que, "embora 80 por cento sejam armas de caça" e as exigências da nova Lei das Armas sejam "adequadas", as pessoas por vezes são "descuidadas e não têm as armas ao recato", pelo que se transformam em armas ilegais nas mãos de pessoas que "não estão habilitadas" para o seu manejo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.