Mota Amaral considera "lamentável" que Açores não integrem visita ao Canadá

Mota Amaral considera "lamentável" que Açores não integrem visita ao Canadá

 

Lusa/AO Online   Regional   22 de Set de 2014, 17:23

O deputado do PSD à Assembleia da República Mota Amaral considerou esta segunda-feira "lamentável" que os Açores não integrem a comitiva encabeçada pelo vice-primeiro-ministro que esta semana visita o Canadá, país onde residem muitos emigrantes açorianos.

 

“Não houve esse cuidado. É lamentável que assim tenha acontecido”, afirmou Mota Amaral aos jornalistas, numa conferência de imprensa em Ponta Delgada onde fez um balanço da atividade desenvolvida na sessão legislativa 2013/2014 na Assembleia da República.

A comitiva liderada por Paulo Portas ao Canadá integra a ministra Assunção Cristas e o secretário de Estado do Mar e tem entre os seus objetivos a captação de investimento relacionado com a chamada "economia do mar".

O presidente do Governo dos Açores, o socialista Vasco Cordeiro, lamentou hoje a "visão tacanha" do executivo nacional ao deixar de fora a região nesta visita, alegando tratar-se de uma reincidência “da parte de algumas entidades da República quanto a conscientemente afastarem a Região Autónoma dos Açores" da "participação" em iniciativas como esta.

Mota Amaral, antigo presidente do Governo dos Açores, apoia "integralmente" a declaração de Vasco Cordeiro, revelando que tenciona questionar o Governo da República sobre esta matéria “para ver como se justifica por esse esquecimento entre aspas dos Açores”, dado que no Canadá “residem comunidades açorianas extremamente vigorosas e de uma ponta à outra”.

"Acho que o Governo da República deve aproveitar todas as ocasiões de promoção exterior do país para incluir as regiões autónomas", sustentou o deputado social-democrata e antigo presidente da Assembleia da República e do Governo dos Açores.

Também o líder do PSD/Açores, Duarte Freitas, corrobora a chamada de atenção de Vasco Cordeiro, lembrando que “em pouco tempo é a segunda vez que tal se verifica”.

“Neste caso em concreto não é só estar ao lado do presidente do Governo dos Açores, como estamos, na defesa de que a região autónoma devia estar representada nessa comitiva no Canadá. É também estar ao lado de Portugal, porque no Canadá a grande maioria dos emigrantes são açorianos”, disse Duarte Freitas.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.