Ministra anuncia reforço de meios humanos para a PSP nos Açores

Carregando o video...

 

Lusa/AO Online   Regional   15 de Mai de 2015, 12:09

A ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, anunciou esta sexta-feira, nos Açores, um reforço de meios humanos para a PSP no arquipélago, que "tem em vista as necessidades da Região Autónoma", mas que não quantificou.

 

“Tenho muito gosto em dizer que o que está em causa é realmente um reforço de meios humanos para a Região Autónoma. Portanto, são também boas notícias”, afirmou Anabela Rodrigues, após uma audiência com o presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, em Ponta Delgada.

A ministra está hoje na ilha de São Miguel, no âmbito da comemoração do 16.º aniversário do Comando Regional da PSP nos Açores, participando, na Ribeira Grande, na cerimónia comemorativa e, à tarde, na homologação do protocolo para instalação da nova esquadra de Rabo de Peixe.

Anabela Rodrigues adiantou que o reforço de meios para os Açores “faz parte de um plano que está a ser estudado com o diretor nacional da PSP”, assegurando que “tem em vista as necessidades da Região Autónoma e, em particular, da zona que está em questão”.

“Há uma preocupação reiterada e continuada em apoiar a implementação de recursos humanos ao nível das forças de segurança, designadamente da PSP, e há uma intenção muito especial para resolver de uma forma geral os problemas que sempre existem em todo o lado quanto a recursos físicos e, em particular, para dar resposta a problemas que acontecem por vezes em certas situações”, salientou ainda.

No caso da esquadra Rabo de Peixe, no concelho da Ribeira Grande, anunciou a manutenção da força policial na vila, garantindo “uma resposta de proximidade” junto da população.

Grande parte dos edifícios que compõem a atual esquadra da PSP de Rabo de Peixe encontra-se numa zona de risco de derrocada, tendo o Ministério da Administração Interna determinado o seu encerramento urgente em abril.

“Tenho muito gosto em anunciar que hoje vai ser celebrado um protocolo com vista exatamente a responder a essa situação. É um protocolo no qual se estabelece a possibilidade de criar uma instalação em Rabo de Peixe, mantendo, portanto, a proximidade do policiamento, que é altamente desejável na localidade e, para além disso, garantindo o atendimento por parte da polícia às necessidades das pessoas de Rabo de Peixe”, salientou.

A ministra salientou que o objetivo é “assegurar a resposta de proximidade em relação à população de Rabo de Peixe” e da mesma forma “atender à própria segurança com que a polícia exerce a sua função”.

No caso da esquadra da Ribeira Grande, que funciona desde há cinco anos nos bombeiros voluntários daquela cidade devido às condições precárias do anterior edifício, que é património municipal, disse que “está, a muito breve prazo, em vias de ser formalizado um protocolo com vista à solução desse problema”, acrescentando que a antiga esquadra "vai ser recuperada".

Questionada sobre a questão do aumento do turismo no arquipélago, frisou que “assegurar as condições de segurança e os níveis de segurança que se verificam nos Açores são realmente um fator muito importante para a captação do turismo e para o desenvolvimento“.

O presidente do Governo Regional dos Açores salientou como positivo o anúncio do reforço de recursos humanos da PSP, lembrando a condição insular e a natureza arquipelágica da região, que "exige uma atenção muito especial".

"É naturalmente com agrado que recebemos esta notícia do reforço de meios. E mesmo na eventualidade de que neste ato em concreto, agora, não seja suficiente para cobrir com todas as necessidades, regista-se também, enfim, esta atenção e este cuidado", disse Vasco Cordeiro, reiterando que os Açores são "uma das regiões em que efetivamente esta questão dos recursos humanos se coloca".

Vasco Cordeiro frisou ainda ser "muito importante" para o Governo Regional o facto de se manter a presença da PSP na vila de Rabo de Peixe, mas considerou que "existem outras instalações e infraestruturas pela região que necessitam desse cuidado".

O presidente do Governo açoriano lembrou ainda a parceria que se tem estabelecido entre o Governo Regional e o Ministério da Administração Interna, sobretudo, com a afetação de recursos regionais para a satisfação de algumas necessidades da PSP e GNR, nomeadamente ao nível de equipamento informático e viaturas.

"Nós, dentro das nossas possibilidades, naturalmente que estamos disponíveis e interessados para reforçar essa parceria permitindo dessa forma que o objetivo final de servir melhor os açorianos seja também alcançado de forma mais fácil e mais rápida", sustentou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.