Dia dos Açores

Manuel de Arriaga e Teófilo Braga distinguidos com mais alto galardão regional na ilha do Corvo

Manuel de Arriaga e Teófilo Braga distinguidos com mais alto galardão regional na ilha do Corvo

 

Lusa/AO online   Regional   24 de Mai de 2010, 16:02

A Região Autónoma dos Açores homenageou hoje Manuel de Arriaga e Teófilo Braga, os dois açorianos que foram presidentes da República, atribuindo-lhes a título póstumo a Insígnia Autonómica de Valor, o mais alto galardão regional.

“Neste ano do Centenário da República, lembramos com legitimidade e orgulho os nossos presidentes”, afirmou o presidente do executivo regional, Carlos César, no discurso que proferiu na sessão solene do Dia dos Açores. Na sua intervenção, Carlos César destacou o “carácter determinante da ação doutrinária (de Teófilo Braga) para a consolidação do ideário republicano” e o “reconhecido carácter democrático do pensamento político e da magistratura presidencial (de Manuel de Arriaga)”.  A ilha do Corvo, a mais pequena dos Açores, acolheu hoje pela primeira vez as comemorações oficiais do Dia da Região, que tiveram o ponto alto com a entrega das insígnias autonómicas durante a sessão solene. No total foram condecoradas 31 personalidades e instituições, mas apenas Manuel de Arriaga e Teófilo Braga receberam a Insígnia Autonómica de Valor. Na cerimónia solene foram ainda atribuídas 11 Insígnias Autonómicas de Reconhecimento, três de Mérito Profissional, três de Mérito Industrial, Comercial e Agrícola, 11 de Mérito Cívico e uma de Dedicação. No final da sessão solene, os convidados seguiram para o Campo de Jogos, onde foram servidas as tradicionais Sopas do Espírito Santo, para as quais toda a população da ilha foi convidada. As comemorações encerram à noite com um espetáculo musical, com Carlos Alberto Moniz, acompanhado pela violinista Natália Juskiewicz, seguido de fogo de artifício, no Largo do Ribeirão. O Dia da Região Autónoma dos Açores foi instituído em 1980 e celebra-se sempre na Segunda Feira do Espírito Santo, data escolhida por ser “o mais popular dos dias de repouso e recreio em toda a região”, segundo o decreto regional que o criou. Ao longo dos anos, a cerimónia tem vindo a realizar-se nas várias ilhas dos Açores, em algumas por mais do que uma vez, mas também junto das comunidades emigrantes, como foi o caso do ano passado em que as comemorações decorreram em Toronto, no Canadá. Este ano, pela primeira vez, a data foi assinalada com uma sessão solene no Corvo, a única ilha que ainda não tinha recebido as comemorações do Dia da Região.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.