Segundo Paulo Portas

José Sócrates começa a ser "o primeiro problema" do país


 

Lusa / AO online   Economia   11 de Fev de 2010, 15:13

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, acusou esta quinta-feira o Governo de contribuir para a “instabilidade política” afirmando que “para muita gente” o primeiro-ministro “começa a tornar-se no primeiro problema” do país.
“Portugal tem muitos problemas. Começa a haver muita gente que acha que o primeiro-ministro, com a sua atitude, está a tornar-se no primeiro problema que impede a resolução dos problemas reais dos cidadãos”, acusou Paulo Portas.

Numa intervenção no debate sobre o Orçamento do Estado para 2010, o líder do CDS-PP criticou a “atitude de chantagem” do Governo sobre a oposição, questionando “que autoridade tem um primeiro-ministro que ameaça `bazar´ do Governo por 50 milhões de euros para a Madeira, quando ele próprio deu à Madeira 129 milhões de euros o ano passado”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.