Idosos de instituição no Marco de Canaveses "rendem-se" às redes sociais

Idosos de instituição no Marco de Canaveses "rendem-se" às redes sociais

 

Lusa / AO online   Nacional   24 de Out de 2015, 11:13

Quarenta idosos de um centro social de Marco de Canaveses, a maioria com mais de 70 anos, adotou a rede social Facebook para divulgar diariamente, junto de familiares e amigos, fotografias das atividades em que participam.

 

No centro de dia do Centro Social e Paroquial de S. Romão de Carvalhosa, todos os dias, a cada passeio, a cada festa, a cada aula de música, é grande o entusiasmo quando chega a hora de tirar a fotografia para o Facebook.

Todos procuram a melhor posição, contou à Lusa Pedro Pinto, técnico da instituição.

A ideia surgiu há cerca de dois anos quando a instituição começou a partilhar naquela rede social fotografias de algumas atividades.

No início, muitos idosos nem sequer sabiam o que se tratava e até resistiam ao momento da fotografia.

No entanto, à medida que o tempo foi passando, os utentes foram percebendo o impacto de aparecerem no Facebook, sobretudo para os seus familiares, que assim acompanhavam, à distância, as atividades realizadas pelos anciãos.

A instituição promove diariamente várias atividades e cada uma dá, quase sempre, lugar a dezenas de fotografias.

"A diversão é uma constante e os nossos idosos querem ser fotografados e sabem que, a seguir, embora sem perceberem como, os familiares vão ver as fotografias no Facebook", contou o técnico.

Atualmente, a página de Facebook do centro social conta com mais de 3.800 subscritores, grande parte deles familiares dos utentes, alguns até residentes no estrangeiro.

"A minha filha vê e comenta", comentou uma das utentes.

Nas festas temáticas, passeios ou aniversários, a fotografia para aquela rede social é incontornável, reclamam os mais ousados.

Os aniversários dos utentes são sempre momentos especiais, não faltando um álbum fotográfico: "Parabéns D. Prazeres Magalhães pelo seu 71.º aniversário. Muitas Felicidades e muita Saúde", pode ler-se no mural.

Quando alguém esquece a máquina fotográfica, são os idosos que alertam para a situação.

As mulheres, mais vaidosas, estão em maioria, mas os homens, sobretudo os mais destemidos, também não se inibem de posar para a objetiva, por entre sorrisos e comentários bem-dispostos.

Alguns utentes mais curiosos, até fazem questão de, sentados junto à secretária de trabalho do técnico, acompanhar o "estranho" procedimento informático de carregamento das imagens na rede social. Enquanto isso, vão espreitando os comentários, umas vezes com um sorriso, outras, também, com algumas saudades.

Na rede social, a instituição divulga também a entrada de novos utentes, desejando-lhes as boas-vindas, e outras informações úteis.

"O Sr. Janeiro e a D. Glória estão casados há 54 anos", pode ler-se num dos textos, acompanhado da fotografia do casal. Noutro 'post' assinala-se, com respetiva imagem: "Jogo das "cordas", um dos jogos favoritos dos nossos idosos". Antes, destaca-se: "Parabéns D. Maria José pelos seus 93 anos. Muitas felicidades e muita saúde".

Noutro cantinho, pode ver-se um vídeo em que as funcionarias dançam num convívio com os idosos.

A funcionar desde julho de 2011, o Centro Social e Paroquial de S. Romão de Carvalhosa abriu para dar resposta social na freguesia de Banho e Carvalhosa e em algumas localidades vizinhas já integradas no município de Amarante.

O centro conta atualmente 40 utentes no centro de dia, 31 crianças na creche e 30 beneficiários de apoio domiciliário. A instituição tem cerca de 30 funcionários.

A lista de espera, ao nível da terceira idade para o centro de dia, é superior a três dezenas de pessoas, revela a instituição.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.