Heroína apreendida aos reclusos nas prisões aumentou 58%

Heroína apreendida aos reclusos nas prisões aumentou 58%

 

AO/Lusa   Nacional   1 de Abr de 2017, 10:21

A heroína apreendida aos reclusos nas cadeias portuguesas aumentou 58% em 2016, as armas brancas subiram 17% e os telemóveis quase 20%, indica o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) divulgado sexta-feira.

 

Segundo o RASI, os guardas prisionais apreenderam aos reclusos cerca de 411 gramas de heroína em 2016, mais 58% do que em 2016, enquanto as apreensões de haxixe diminuíram 26% (122 gramas) e de cocaína baixaram 77% (5.440 gramas).

Já a apreensão dentro das cadeias de armas brancas subiu 17% em 2016 face a 2015, tendo também registado um aumento das apreensões de seringas e agulhas, respetivamente de 18% e de 156%.

O relatório indica também que os guardas prisionais apreenderam 2.094 telemóveis em 2016, mais 19% do que em 2015, quando foram retirados 1.756.

No ano passado, 18 guardas prisionais foram agredidos nas cadeias, representando uma diminuição de 18% deste tipo de ocorrências.

O RASI dá conta também de um aumento do número de reclusos evadidos, no entanto, ressalva que se trata de “uma subida inevitável dado o ano de 2015 ter sido o de menor número de ocorrências da última década”.

Em 2016, registaram-se seis tentativas de evasão e todos os reclusos evadidos foram recapturados.

O relatório indica ainda que, em 2016, registou-se uma descida, pelo segundo ano consecutivo, do número de suicídios, tendo registado nove, num total de 68 mortes entre reclusos.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.