Hélder Silva "claramente" contra "centralização" da Universidade dos Açores

Regional /
Hélder Silva

703 visualizações   

O diretor do Departamento de Oceanografia e Pescas (DOP) da Universidade dos Açores, Hélder Silva, disse esta terça-feira ser "claramente contra" a proposta de "centralização" dos serviços da instituição em apenas uma ilha, como propõe a reitoria.
 

Em declarações à Lusa, a propósito da reunião do Conselho Geral da academia açoriana, que está reunido em Ponta Delgada, o diretor do DOP disse não ver vantagens em concentrar os departamentos da universidade na ilha de São Miguel.

"É uma proposta centralista, porque o que pretende fazer é criar duas escolas de enfermagem e uma escola superior e sediá-las em São Miguel", criticou Hélder Silva, acrescentando que esta reestruturação, proposta pela reitoria, "não é ajustada às necessidades" da instituição.

O Conselho Geral da Universidade dos Açores está reunido para discutir duas propostas de revisão dos estatutos, uma apresentada pela própria reitoria e outra apresentada pelo invetsigador Tomaz Dentinho, que também integra este órgão da academia açoriana.

A proposta da reitoria defende a extinção do regime de tripolaridade que vigora até agora, em que os serviços da instituição são divididos por três ilhas (São Miguel, Terceira e Faial).

"Sou contra, claramente contra, esta proposta", insistiu o diretor do DOP, acrescentando que, na sua opinião, concentrar os departamentos da universidade numa única ilha "não parece que resolva" os problemas financeiros da instituição.

Caso a proposta em causa venha a ser aprovada, Hélder Silva diz que o DOP, sediado na Horta, na ilha do Faial, ficará "diluído" no interior da Universidade dos Açores, o que lhe poderá retirar, no futuro, a importância que tem tido, ao longo de décadas, em matéria de investigação científica ligada ao mar.

Diário de Notícias Dinheiro Vivo Jornal de Notícias Notícias Magazine O Jogo TSF Volta ao Mundo Açoriano Oriental DN Madeira Jornal do Fundão