Fim das quotas leiteiras obriga a reforço do setor

Fim das quotas leiteiras obriga a reforço do setor

 

LUSA/AO online   Regional   9 de Set de 2014, 18:33

O presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, alertou hoje para a importância de reforçar a aposta no setor leiteiro daquela região autónoma, a fim de minimizar o impacto do fim das quotas leiteiras, em 2015

Vasco Cordeiro, que hoje presidiu à inauguração de uma nova unidade logística da Lactaçores, em Vila Franca de Xira, apelou à necessidade de capacitar ainda mais o setor leiteiro dos Açores para enfrentar vários desafios, nomeadamente o do fim das quotas leiteiras.

"O Governo Regional tem desenvolvido um conjunto de medidas que visam reforçar a competitividade do setor agrícola, em especial o setor leiteiro. Essa não é uma ação de agora, já vem de há algum tempo, para fortalecer a posição dos lacticínios nos Açores", afirmou aos jornalistas.

Melhoria de acessibilidades às explorações, fornecimentos de água e energia elétrica às explorações, foram algumas das medidas enumeradas por Vasco Cordeiro que considerou o reforço da qualidade do leite dos Açores uma prioridade no setor.

"Os nossos desafios passam pela continuação do crescimento, sobretudo na valorização do produto, e termos capacidades de valorizar cada vez mais os laticínios nos Açores. O apelo que faço é que continuemos todos com a consciência nítida da importância que o setor leiteiro tem na economia dos Açores", concluiu Vasco Cordeiro no seu discurso.

A Lactaçores - União de Cooperativas de Laticínios dos Açores inaugurou hoje uma nova unidade logística em Vila Franca de Xira, num investimento de cerca de um milhão de euros e na qual serão criados 10 a 15 novos postos de trabalho diretos.

No discurso da inauguração, o presidente da Lactaçores, Gil Oliveira, mostrou-se também "preocupado" a aproximação do fim das quotas leiteiras.

"O final das quotas está aí. Os problemas políticos internacionais todos os dias nos colocam preocupações face às pressões comerciais de cada momento. Acreditamos que estamos no bom caminho, mas estamos preocupados. A União Europeia prepara mecanismos para minimizar os impactos negativos e acreditamos que o Governo Regional dos Açores estará igualmente atento para olhar para este setor", afirmou.

A Lactaçores prevê para este ano um volume de vendas de 59 milhões de litros de leite, 10 milhões de quilos de queijo e manteiga e uma faturação a rondar os 71 milhões de euros.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.