CDS/Açores não partilha do otimismo do Governo dos Açores sobre economia

CDS/Açores não partilha do otimismo do Governo dos Açores sobre economia

 

Lusa/AO online   Regional   21 de Mai de 2018, 17:29

O líder do CDS-PP nos Açores afirmou não conseguir partilhar do "otimismo" do presidente do Governo açoriano em relação aos indicadores económicos da região, apontando doentes em lista de espera e jovens à procura de emprego.


“Saúdo todos os açorianos, sobretudo os jovens que andam à procura de um emprego qualificado e digno nos Açores, e queria partilhar do otimismo do senhor presidente do Governo no seu discurso, mas não consigo. E temos uma região mais rica e com maior PIB, porque é que ainda temos doentes em lista de espera há mais de cinco anos?”, afirmou Artur Lima, que é também líder parlamentar do CDS no parlamento dos Açores.

O líder do CDS-PP na região comentava assim, em declarações aos jornalistas, o discurso do presidente do Governo dos Açores na sessão solene do Dia da Região Autónoma dos Açores, onde Vasco Cordeiro valorizou os indicadores económicos da região, nomeadamente em áreas como o Turismo e a subida do emprego, mas recusou "deslumbramentos", apesar do "poderoso incentivo" dos números.

"Interessa afirmar, de forma clara e inequívoca, que não há tempo nem espaço para deslumbramentos individuais ou coletivos. Mais do que um motivo de satisfação, o caminho percorrido e, sobretudo, os resultados alcançados, naquilo que têm de recuperação, de melhoria e de crescimento, constituem para nós um poderoso incentivo para, comprovado o mérito global do trajeto que temos delineado, corrigir o que se impõe corrigir, melhorar o que já está a ser bem feito e fazer o que ainda falta fazer", vincou o governante.

O líder do CDS-PP na região sustentou que "queria perceber por que é que sendo os Açores uma região mais rica foi feito um plano de combate à pobreza".

"Se enriquecemos, como é que estamos mais pobres?", questionou Artur Lima que valorizou, no entanto, o discurso da presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Ana Luís, por ter apelado “à coesão” e à “união” das ilhas.

Quanto ao anúncio do presidente do Governo dos Açores, que hoje disse que será apresentado pelo executivo no parlamento da região um texto pedindo a aprovação, para envio para a República, da alteração da lei de bases da gestão do mar, Artur Lima advogou que os centristas apresentaram uma proposta nesse sentido no parlamento açoriano, "chumbada" pelos socialistas.

“O CDS já entregou no parlamento dos Açores um projeto de decreto legislativo regional sobre a gestão partilhada que o PS chumbou. Se tivessem aprovado a proposta do CDS-PP no devido tempo se calhar estávamos um passo à frente em vez de agora estarmos um passo atrás”, sustentou.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.