Bispos portugueses reúnem-se com papa em Roma

Bispos portugueses reúnem-se com papa em Roma

 

Lusa/AO Online   Internacional   7 de Set de 2015, 07:47

Os bispos portugueses reúnem-se hoje com o papa, em Roma, Itália, no âmbito da tradicional visita "ad limina" que inclui encontros com responsáveis de congregações e conselhos pontifícios, segundo a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP).

 

A visita “ad limina” é a visita que cada bispo diocesano deve fazer a Roma, o que geralmente acontece de cinco em cinco anos e por conferência episcopal, na qual apresenta ao papa o relatório sobre o estado da respetiva diocese e da Igreja no seu país.

Segundo a CEP, o papa vai receber os bispos em dois grupos, estando a primeira audiência agendada entre as 09:30 e as 11:00 (hora local) com os prelados das províncias eclesiásticas de Lisboa e Évora, e o bispo das Forças Armadas e de Segurança.

Segue-se a audiência com o segundo grupo de bispos portugueses, da Província Eclesiástica de Braga, culminando num encontro geral, às 12:30 (menos uma hora em Lisboa), no qual o papa vai discursar perante os 38 bispos que se deslocam a Roma, diocesanos, auxiliares, um coadjutor e eméritos.

Na quarta-feira, os bispos estão de novo com Francisco, na audiência geral, às 10:00.

A grande maioria dos prelados parte na sexta-feira, disse à agência Lusa o porta-voz da CEP, padre Manuel Barbosa, sendo que a visita termina no dia 12, com a missa de encerramento.

No programa constam encontros com responsáveis de congregações e conselhos pontifícios, assim como celebrações nas quatro basílicas maiores de Roma, de São Pedro, São Paulo, São João e Santa Maria Maior.

Os bispos nacionais têm prevista, também, uma missa na Igreja de Santo António dos Portugueses, uma reunião com a Cáritas Internacional e uma receção e encontro na Embaixada de Portugal no Vaticano.

“Como preparação para a visita, todas as dioceses e comissões episcopais já enviaram para Roma os respetivos relatórios”, adiantou o porta-voz da CEP.

A última visita “ad limina” dos bispos portugueses realizou-se em novembro de 2007, era papa Bento XVI, e na ocasião a CEP encetou o “caminho de repensar a pastoral da Igreja em Portugal”.

O sacerdote referiu que se trata de uma iniciativa “de comunhão e diálogo com o papa”, esperando-se que Francisco “dê orientações para a vida da Igreja em Portugal”.

A visita a Portugal em 2017, por ocasião do centenário dos acontecimentos de Fátima, “é um aspeto que, certamente, vai ser falado”, acrescentou o porta-voz da CEP.

Em declarações à agência Ecclesia, o padre Manuel Barbosa acrescentou que o episcopado português encara esta viagem como uma oportunidade para “repensar” as “linhas de orientação” que quer seguir nos próximos anos.

Perante os desafios atuais, de crise económica, social e humana, com Portugal e a Europa a braços com milhares de refugiados que procuram no continente passagem para uma vida melhor, a Igreja deve estar “integrada na sociedade” e ser capaz de “levar a luz do Evangelho” a quem mais precisa, referiu o responsável.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.