Greve

Adesão à greve dos trabalhadores dos impostos de 34%

Adesão à greve dos trabalhadores dos impostos de 34%

 

Lusa/AO online   Regional   3 de Nov de 2010, 15:01

A adesão à greve dos trabalhadores dos impostos atingiu hoje 34 por cento nos Açores, originando o encerramento de sete serviços no arquipélago, revelou Rui Barbosa, da direcção regional do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI).
Segundo este dirigente sindical, num total de 213 funcionários existentes nos Açores, 119 estiveram ao serviço e 73 aderiram à greve.

A paralisação provocou o encerramento de serviços na Calheta e Velas (S. Jorge), Praia da Vitória (Terceira) e Santa Cruz da Graciosa.

Encerraram também, segundo Rui Barbosa, os serviços da Madalena (Pico) e da Lagoa e Ribeira Grande (S. Miguel).

A greve teve hoje âmbito nacional, assumindo a partir de quinta-feira um carácter distrital, que se prolongará até 30 de Novembro.

O protesto foi convocado em protesto contra o congelamento dos concursos e da avaliação permanente.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.