Zimbabué: Procurador-geral suspenso pelo presidente Robert Mugabe


 

Lusa / AO online   Internacional   15 de Dez de 2007, 10:38

O procurador-geral do Zimbabué foi suspenso por erro profissional, na sequência de um encontro com um antigo banqueiro procurado pela polícia, informa hoje a imprensa oficial.
    "O presidente Robert Mugabe suspendeu, com efeito imediato, o procurador-geral Sobusa Gula-Ndebele e designou um jurado de três membros para inquirir sobre as alegações de abusos de poder que correm contra ele", segundo o diário The Herald.

    Citando um comunicado do secretário da presidência, o jornal especifica que este jurado "apresentará as suas recomendações ao presidente Mugabe sobre a continuidade ou não de Gula-Ndebele nas funções de procurador-geral".

    Sobusa Gula-Ndebele foi detido no mês passado por se ter encontrado em Setembro com James Mushore, antigo director do National Merchant Bank (NMB).

    Este banqueiro, regressado recentemente da Grã-Bretanha, é procurado desde 2004 por desvio de divisas estrangeiras.

    A polícia acusa-o, bem como a três colaboradores seus, de ter aberto em Londres uma agência de transferência de fundos, violando o controlo dos câmbios em vigor no Zimbabué.

    Em Maio, o banco central suprimiu a licença de câmbio do NMB depois de pelo menos quatro milhões de dólares norte-americanos terem sido transferidos para contas estrangeiras sem autorização.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.