Verba de sete milhões de euros para forças de segurança é "insuficiente"


 

Lusa/AO online   Nacional   10 de Nov de 2011, 17:46

As estruturas que representam os elementos das forças de segurança consideraram que a verba de cerca de sete milhões anunciada pelo primeiro-ministro é “insuficiente” para colocar todos os membros da PSP e GNR nas novas tabelas remuneratórias.
No âmbito da discussão na generalidade do Orçamento de Estado, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, anunciou que existe uma verba de cerca de sete milhões de euros para corrigir as "situações mais gritantes" das "injustiças" criadas pelo "incumprimento" do estatuto remuneratório das forças de segurança.

O presidente da Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP), Paulo Rodrigues, disse à agência Lusa que o investimento “é por si só já positivo, mas “não é suficiente para resolver o problema na generalidade”.

Para o presidente do maior sindicato da PSP, o anúncio do primeiro-ministro resolve “uma pequena parte do problema”, tendo em conta que a grande maioria dos polícias não é colocado nas novas posições remuneratórias.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.