Vasco Cordeiro pediu adiamento da reunião com António Costa

Vasco Cordeiro pediu adiamento da reunião com António Costa

 

AO/Online/Gacs   Regional   14 de Dez de 2015, 05:06

O Presidente do Governo solicitou na noite de ontem ao Primeiro-Ministro o adiamento da audiência de cumprimentos agendada para segunda-feira em Lisboa, devido ao forte agravamento do estado do tempo previsto para os grupos Central e Oriental dos Açores.

De acordo com nota do Gacs, face ao aviso vermelho emitido para o Grupo Oriental e um aviso laranja para o Grupo Central, Vasco Cordeiro, que tinha agendada a audiência com António Costa para as 10h00 desta segunda-feira, pediu adiamento da mesma.

Em outra frente, o Presidente do Executivo reuniu esta noite com vários membros do Executivo Regional para proceder a um ponto de situação sobre os preparativos desenvolvidos na sequência do alerta vermelho emitido pelo Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores.

Também de acordo com nota do gabinete de comunicação, Vasco Cordeiro reuniu com diversos serviços da Administração Regional, entre os quais os secretários regionais do Turismo e Transportes, Vítor Fraga, da Agricultura e Ambiente, Luís Neto Viveiros, e do Mar, Ciência e Tecnologia, Fausto Brito e Abreu.

O Presidente do Governo efetuou, também, uma série de contactos com presidentes de câmaras municipais de várias ilhas da Região.

Recorde-se que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera emitiu um aviso vermelho, o mais grave de uma escala de quatro e identificado como situação meteorológica de risco extremo, para vento e agitação marítima para o Grupo Oriental e um aviso laranja para o Grupo Central.

Para o Grupo Oriental foi lançado um aviso vermelho referente, no período entre as 12h00 de segunda-feira, 14 de dezembro, e as 00h00 de terça-feira, 15 de dezembro, a vento com rajadas da ordem dos 130 km/hora, podendo em alguns locais devido a efeitos orográficos atingir os 150 km/hora.

Relativamente à agitação marítima, estão previstas ondas de sudoeste de seis a oito metros, aumentando para nove a 10 metros e podendo pontualmente atingir os 15 metros.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.