Vasco Cordeiro pede atenção de Marcelo para as Lajes e apoios europeus

Vasco Cordeiro pede atenção de Marcelo para as Lajes e apoios europeus

 

Lusa/AO Online   Regional   28 de Out de 2017, 19:09

O presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, pediu hoje a atenção do chefe de Estado para a situação da base das Lajes e o novo plano europeu de apoio às regiões ultraperiféricas.

Vasco Cordeiro deixou esta mensagem numa escola básica no concelho de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, no final da visita do Presidente da República ao grupo oriental dos Açores, e Marcelo Rebelo de Sousa respondeu que está consonante com essas duas preocupações.

"Contamos com a atenção, o conhecimento do senhor Presidente da República para nos ajudar neste trajeto, no fundo, para ajudar o país neste trajeto de realizar plenamente a concretização dos benefícios dessas matérias", afirmou o presidente do Governo Regional dos Açores.

O governante regional socialista nomeou especificamente duas matérias, "a atual situação relativa à base das Lajes", defendendo que representa ainda um potencial "de criação de benefícios" para Portugal e para os Açores em particular, e a nova estratégia da União Europeia para as regiões ultraperiféricas.

Quanto ao segundo ponto, Vasco Cordeiro referiu que "os Açores e também a Região Autónoma da Madeira são partes naturalmente interessadas" e pediu atenção "quanto aos méritos e aos benefícios dessa comunicação", mas também quanto "aos aspetos em que ela porventura necessite de ser ainda melhor conseguida, ainda melhor formulada".

De seguida, dirigindo-se a Vasco Cordeiro, o Presidente da República respondeu-lhe que "acompanha de muito perto tudo o que é vivido nos Açores e está consonante com a preocupação naqueles dois domínios que referiu".

Marcelo Rebelo de Sousa acrescentou que "está consonante" no que respeita à "inovação e conhecimento ligados ao mar e ao espaço - que não cobre apenas a questão das Lajes, vai muito para além disso - e que tem a ver com a posição específica, singular dos Açores".

E colocou-se também ao lado do Governo Regional quanto à "aposta europeia para além de 2020, em particular nas regiões chamadas ultraperiféricas".

"Nesses domínios, como em outros, o Presidente da República está consonante, está sensível. E no quadro dos seus poderes constitucionais, formal e informalmente, atuará para que os sonhos legítimos dos açorianos se possam vir a concretizar", prometeu.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.