Vasco Cordeiro apela a nova oferta cultural nos Açores

Vasco Cordeiro apela a nova oferta cultural nos Açores

 

AOnline/LUSA   Regional   29 de Mar de 2015, 21:38

O presidente do Governo Regional dos Açores apelou hoje aos agentes culturais, empresários e autarcas das ilhas para trabalharem no sentido de ser desenvolvida uma oferta cultural que vá além "do mero passeio pelas entidades".

"O turismo, na sua vertente cultural, cresce por todo o mundo. Não se trata de oferecer apenas entretenimento, mas sobretudo de ampliar o conhecimento e a cultura de quem nos visita", disse Vasco Cordeiro, na cerimónia de inauguração do Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas, na Ribeira Grande, ilha de São Miguel.

"É hora de convocar os agentes culturais de todas as áreas e setores, os empresários e os autarcas das nossas nove ilhas deste arquipélago para que nos ajudem a propiciar este intercâmbio entre culturas diferentes. Quem nos visita vem à procura de novas experiências e ideias, de conhecer pessoas diferentes. É preciso maior esforço do que o mero passeio por entidades culturais, mas realmente induzir o conhecimento, apelando à criatividade e espírito crítico de todos", acrescentou.

Vasco Cordeiro disse que o "movimento cultural" que já existe nosAçores e o "potencial que pode ainda ser explorado" fazem com que a região não seja hoje "apenas um destino de natureza", mas também "um arquipélago de cultura".

"Mas devemos promovê-la ainda melhor. Mostrar a quem nos visita a imensa riqueza que temos, de preservação, requalificação e reconstrução, de monumentos, museus, bibliotecas e núcleos históricos, para além da realização de eventos artísticos, culturais, educativos, informativos ou mesmo em colaboração com outras entidades, como a Universidade dosAçores", afirmou.

Vasco Cordeiro disse esperar que o centro de artes contemporâneas hoje inaugurado projete "uma nova perceção de criação de riqueza e da importância da cultura como projeto humanista, que abarque a dimensão individual e coletiva" de cada um dos açorianos.

"Seja este um projeto da região, mais um, que contribua para o desenvolvimento social, para novas oportunidades eocnómicas, para empresas inovadoras competentes e livres", sublinhou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.