Vasco Cordeiro anuncia reforço de verbas para infância e juventude e coesão social em 2015

Vasco Cordeiro anuncia reforço de verbas para infância e juventude e coesão social em 2015

 

AO/Lusa   Regional   4 de Out de 2014, 13:51

O presidente do Governo dos Açores anunciou que o Plano da região para 2015 contempla um reforço de 14% nas verbas dirigidas à infância e juventude, bem como de 17% para coesão social e territorial.

 

“No caso concreto dos apoios sociais, quando noutras situações se corta, se reduz, aqui, nos Açores, nós temos, por exemplo, no que diz respeito ao Plano do próximo ano, um aumento de cerca de 14% nas verbas que são destinadas ao apoio à infância e juventude e de 17% naquilo que tem a ver com a coesão social e territorial”, declarou Vasco Cordeiro.

O líder do executivo açoriano, que inaugurou sábado a creche da Casa do Povo da Maia, na ilha de São Miguel, considera que estes valores “dão bem nota da nossa preocupação de, até ao limite das nossas competências e recursos, a região se assumir claramente como parceira e aliada” não apenas das famílias açorianas, mas também das instituições.

Vasco Cordeiro destacou que a obra agora inaugurada, erguida num terreno cedido pelo seu executivo, contribui “decisivamente” para a coesão social e territorial “dentro” e “entre” as ilhas dos Açores.

“Esta obra, num investimento de cerca de 900 mil euros, cumpre estes objetivos e vem melhorar as condições de concretização e realização da rede regional de equipamentos sociais de apoio à infância e à juventude em toda a região, especialmente no concelho da Ribeira Grande”, disse o presidente do Governo Regional.

Vasco Cordeiro salvaguardou, contudo, que o Governo tem a noção de que este “não é um trabalho acabado” e que exige um “esforço permanente”, tendo aproveitado para referir que, até final de 2014, será lançado, na Maia, o concurso público que visa a construção de um do centro de dia e de uma ludoteca.

No contexto regional, o presidente do executivo açoriano referiu que vai ser lançado um conjunto de obras, “num futuro próximo”, e outras entretanto estão em “fase de conclusão”, como o centro infantil de Angra do Heroísmo, que arrancou sexta-feira, das creches do Patronato de São Miguel, Santa Casa da Misericórdia de Ponta Delgada e Água de Pau.

Vasco Cordeiro adiantou que estão em fase de conclusão a creche e jardim-de-infância da Fundação Maria Isabel do Carmo Medeiros, na Povoação, creches de Vila do Corvo e Nordeste.

O presidente do Governo dos Açores reiterou, no âmbito da política social e de coesão do executivo, que, no que concerne ao complemento açoriano ao abono de família para crianças e jovens, são apoiados mais de 36 mil indivíduos.

“Nós mantemos esta aposta, queremos manter este rumo que permitiu que, na última década e meia, passássemos de uma centena de equipamentos deste tipo, que apoiavam 4700 crianças e jovens, para três centenas que apoiam mais de 12 mil na nossa região”, declarou Vasco Cordeiro.

O líder do governo açoriano considerou que estes resultados revelam “uma forma de exercemos a nossa autonomia, definindo um rumo próprio”.

O presidente da Casa do Povo da Maia, Jaime Rita, considerou que a construção da creche, com capacidade para 36 crianças, era uma “necessidade imperiosa” e uma obra “há muito reclamada”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.