Universidade dos Açores desenvolve projeto para melhorar a qualidade do ensino

Universidade dos Açores desenvolve projeto para melhorar a qualidade do ensino

 

Lusa/AO Online   Regional   16 de Mar de 2015, 13:47

O reitor da Universidade dos Açores revelou estas egunda-feira que a instituição vai desenvolver este ano um projeto que visa melhorar a qualidade do ensino prestado, numa fase que considerou conturbada do ensino superior no país.

 

“A reitoria tem em cima da mesa um projeto muito importante, para mim, porventura, o mais estruturante que a Universidade dos Açores tem de vencer em 2015, e que tem a ver com a qualidade do ensino”, declarou João Luís Gaspar na tomada de posse dos novos órgãos da associação académica.

Luís Pimentel é o novo presidente da direção da Associação Académica da Universidade dos Açores e Geraldo Pestana o presidente da assembleia geral do organismo.

No âmbito da cerimónia, o reitor apelou ao empenhamento dos estudantes nesta missão, uma vez que a Universidade dos Açores “tem de se diferenciar pelas áreas que aborda”, como é a qualidade do ensino, a par da investigação.

João Luís Gaspar afirmou que ainda este ano pretende desenvolver outros projetos extracurriculares, a par de cursos de pequena formação, visando o ingresso dos estudantes no mercado do trabalho.

A academia açoriana, ainda de acordo com o seu responsável, pretende também avançar com projetos na área do desporto, para os quais conta com a colaboração da nova associação académica.

João Luís Gaspar, já em declarações aos jornalistas, recordou que as negociações com a Secretaria de Estado do Ensino Superior permitiram um reforço das verbas iniciais previstas para 2015.

“Este reforço decorreu do facto de o Ministério da Educação ter reconhecido que a Universidade dos Açores tem cumprido escrupulosamente o que estava previsto no Plano de Recuperação Financeira não só em relação às medidas que aplica, mas sobretudo às metas que conseguiu atingir”, declarou.

De acordo com o reitor, foram apresentados indicadores “muito positivos” ao Ministério da Educação que poderão ainda permitir vários acertos ao longo do ano, em harmonia com as novas regras do Orçamento do Estado.

Tal como as restantes universidades nacionais, a academia dos Açores está entretanto a reclamar junto do Ministério da Educação as verbas resultantes da atualização dos salários dos docentes e pessoal não docente, uma garantia já dada, segundo João Luís Gaspar.

“Penso que na perspetiva financeira, 2015 poderá ser um ano relativamente tranquilo, obviamente sempre dependente daquilo que são fatores de ordem exógena e que as universidades não controlam”, frisou.

João Luís Gaspar revelou, por outro lado, que está a decorrer, e deverá ser finalizado no corrente ano, o processo de recuperação de propinas em atraso, depois de terem sido criados em 2014 mecanismos para minimizar este problema no futuro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.