Um terço da população dos EUA diz ter dificuldades financeiras

Internacional /
bandeira dos estados unidos da américa

702 visualizações   

Perto de um terço da população norte-americana diz sentir dificuldades financeiras apesar de uma "modesta" melhoria da situação das famílias, indica o banco central norte-americano.
 

 

No total, 73 milhões de adultos nos Estados Unidos "sentem, em graus diferentes, dificuldades", particularmente no seio de populações negras e hispânicas, assinala a Reserva Federal (Fed) no relatório de 2016 sobre o bem-estar financeiro das pessoas.

Perto de metade dos norte-americanos (44%) afirma não estar em condições de fazer uma despesa inesperada de 400 dólares, a não ser que venda um bem ou tenha de contrair um empréstimo, refere o documento.

As despesas médicas, no centro de uma intensa batalha política em Washington, constituem um encargo particularmente pesado para as famílias. Em 2016, 10% ainda têm de resolver dívidas ligadas a despesas médicas feitas no ano anterior.

As despesas com estudos são outra das preocupações salientadas no relatório. Um terço das pessoas com empréstimos para financiar os estudos está em atraso nos pagamentos.

Segundo o estudo, apesar das dificuldades, a situação global das famílias norte-americanas melhorou ligeiramente em 2016.