UE reforça vigilância aos bancos


 

Lusa/AOonline   Economia   29 de Dez de 2010, 16:50

O novo modelo de supervisão financeira da União Europeia entra em vigor a 1 de janeiro com o objetivo de evitar que se repita uma nova crise financeira e bancária, que já custou aos Estados-membros milhões de euros.

Segundo avança hoje a agência de notícias EFE, com o novo ano vão entrar em atividade três novas autoridades europeias para supervisionar os bancos, as seguradoras e os mercados. As agências terão as suas sedes em Londres, Paris e Frankfurt.

O novo esquema tripartido completa-se ainda com o Conselho Europeu de Risco sistémico, que vigiará práticas que podem vir a afetar todo o sistema e não problemas setoriais.

No fundamental, a supervisão continuará a ser uma competência eminentemente nacional, mas a partir de agora a Europa conta com um sistema de vigilância comum para situações de emergência, desacordos entre países no que concerne à supervisão ou incumprimento de normas comunitárias.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.