UE pede a Trump para não negociar sozinho paz entre israelitas e palestinianos

UE pede a Trump para não negociar sozinho paz entre israelitas e palestinianos

 

Lusa/AO online   Internacional   31 de Jan de 2018, 14:26

A chefe da diplomacia da União Europeia pediu esta quarta-feira ao Presidente dos Estados Unidos que não tente lançar sozinho quaisquer esforços de paz entre israelitas e palestinianos porque acabará por fracassar.

“Nada sem os Estados Unidos, nada só com os Estados Unidos”, disse Federica Mogherini numa reunião de doares para a Palestina.

“Qualquer enquadramento para negociações deve ser multilateral e envolver todos os atores e parceiros essenciais no processo. Um processo sem um ou outro simplesmente não funcionará”, acrescentou.

A reunião é a primeira desde que Donald Trump reconheceu Jerusalém como capital de Israel, contrariando o consenso internacional de que o estatuto da cidade deve ser estabelecido em negociações entre israelitas e palestinianos.

“O fundamento e objetivo do nosso compromisso é a solução de dois Estados com Jerusalém como futura capital de ambos, do Estado de Israel e do Estado da Palestina”, disse Mogherini.

A reunião de hoje é também a primeira desde que o Presidente norte-americano suspendeu as contribuições dos Estados Unidos para a agência da ONU que dá assistência aos refugiados palestinianos.

“Este é um momento muito difícil” para a região, disse a Alta Representante para a Política Externa da UE.

Na reunião de hoje, a UE anunciou um novo pacote de ajuda à Palestina, de 42,5 milhões de euros, que inclui “iniciativas em Jerusalém leste” e o “apoio à construção de um Estado palestiniano democrático e responsável”, disse Mogherini.

A ajuda, precisou, será usada para promover “reformas políticas focalizadas”, consolidação fiscal, acesso à água e energia e apoios às pequenas empresas.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.