Três pessoas morrem durante a passagem do ciclone Hudhud pela Índia

Três pessoas morrem durante a passagem do ciclone Hudhud pela Índia

 

Lusa / AO online   Internacional   12 de Out de 2014, 12:37

Pelo menos três pessoas morreram hoje depois do ciclone Hudhud ter atingido a costa leste da Índia, com ventos de mais de 200 quilómetros por hora, arrancando cabos de energia e fechando estradas e ferrovias.

 

Cerca de 370 mil pessoas que vivem ao longo da costa leste foram deslocadas antes da tempestade, que atingiu o país por volta das 11:30 (07:30 em Lisboa) de hoje, com o objetivo de evitar mais mortes, de acordo com as autoridades indianas.

“Nós tivemos três mortes desde esta manhã”, disse Natrajan Prakasam, um responsável da Comissão de Gestão de Desastres do estado de Andhra Pradesh, no sudeste da Índia.

O país colocou a Marinha e a Guarda Costeira em alerta máximo e aconselhou os moradores a ficarem em casa até a passagem do ciclone.

Alguns voos foram cancelados, enquanto os serviços de autocarros e comboios foram suspensos nas áreas mais afetadas.

O chefe da Força de Resposta de Desastres disse que a estrada principal para o porto de Visakhapatnam, que está na zona mais afetada pelo ciclone, está com inúmeras árvores e postes de eletricidade tombados.

A área é habitada, sobretudo, por pescadores e pequenos agricultores, muitos dos quais vivem em cabanas frágeis com telhados de colmo ou em barracas.

Mais de 8.000 pessoas morreram em Orissa, no estado de Andhra Pradesh, devido a um ciclone em 1999, e as autoridades querem, agora, evitar uma repetição deste desastre.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.