Trabalhadores dos portos dos Açores desconvocam greve

Trabalhadores dos portos dos Açores desconvocam greve

 

Lusa/AO online   Regional   6 de Fev de 2015, 13:58

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Administrações e Juntas Portuárias (SNTAJP) revelou que desconvocou a greve dos funcionários dos portos dos Açores anunciada para este mês após ter chegado a acordo com o Governo Regional.

"Os trabalhadores dos portos dos Açores, embora por moldes diferentes, acabam por receber aquilo que os do continente sempre receberam através de um despacho do secretário de Estado das Finanças", declarou à agência Lusa Fernando Oliveira, presidente do sindicato.

De acordo com Fernando Oliveira, será aplicada a remuneração complementar regional aos trabalhadores portuários dos Açores e com efeitos retroativos, a partir de 01 de janeiro de 2015.

Numa nota de imprensa, o SNTAJP refere que "após os vários contactos recentemente mantidos" com o secretário regional do Turismo e Transportes foi dado a conhecer o texto da resolução do Governo Regional, com data de 02 de fevereiro, relativa à atribuição da remuneração complementar, que "corresponde às justas e legítimas exigências" do sindicato.

Os trabalhadores dos portos dos Açores tinham agendado uma paralisação de 09 a 15 de fevereiro dizendo que o Governo Regional não os isentava dos cortes salariais nacionais, como possibilita o Orçamento do Estado e como acontece no resto do país.

O sindicalista referiu que o Governo dos Açores tinha um acordo com o SNTAJP que suspendeu em outubro e que não passava pelos atuais mecanismos, ou seja, o alargamento da remuneração complementar de que beneficiam os funcionários públicos ao setor público empresarial, designadamente, à empresa Portos dos Açores.

"Nós suspendemos a nossa luta duas vezes, o Governo Regional falhou duas vezes e nesta terceira obrigou-nos a anunciar estas formas de luta, o que teria sido escusado. Não houve motivo nenhum para isso. Não estávamos a reivindicar nada que não fosse um direito dos trabalhadores consagrado na lei do Orçamento do Estado", declarou.

O Governo dos Açores tinha dito na terça-feira "estranhar" o anúncio de uma greve pelos trabalhadores dos portos na região, sublinhando que sempre esteve disponível para dialogar com o sindicato que os representa.

Num comunicado, o executivo regional afirmava que informou na passada sexta-feira o sindicato que "a 02 de fevereiro seria aprovada em Conselho de Governo [Regional] uma resolução que estabelece a remuneração complementar para as empresas públicas regionais", o que assegura "aos seus trabalhadores estabilidade remuneratória em 2015".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.