Trabalhadores da operadora marítima açoriana iniciam hoje greve de duas semanas

Trabalhadores da operadora marítima açoriana iniciam hoje greve de duas semanas

 

Lusa/AO Online   Regional   4 de Jan de 2018, 05:58

Os trabalhadores sindicalizados da operadora marítima Atlânticoline, dos Açores, iniciam hoje uma greve de duas semanas - que se prolonga até 18 de janeiro - em luta por uma revisão do acordo de empresa.


A Atlânticoline diz ter sido notificada pelo sindicato do pré-aviso de greve e declarou já lamentar "o transtorno que esta situação possa causar a todos os seus clientes e passageiros".

Uma determinação do Tribunal Arbitral estipulou os serviços mínimos diários "para a satisfação de necessidades sociais impreteríveis de mobilidade, nomeadamente para efeitos laborais, de saúde e escolares/académicos", realça a empresa.

Os serviços mínimos incorporam duas viagens por dia entre a Horta e Madalena (07:30 e 17:15), igual número de viagens em sentido inverso (nos horários 08:15 e 18:00), e uma outra viagem entre a Horta e Madalena às 09:00, seguida de uma entre Madalena e Velas às 09:40, havendo depois um trajeto Velas-Madalena às 11:20 e Madalena-Horta às 12:55.

"Não sendo possível antecipadamente assegurar que as restantes viagens programadas irão ser realizadas, a Atlânticoline informa que os portadores de bilhetes fora das viagens afetas aos serviços mínimos poderão pedir a alteração das respetivas datas/horários, ou, em alternativa, pedir o reembolso integral do bilhete", refere a operadora.

A Atlânticoline é a empresa pública de transporte marítimo de passageiros e viaturas nas ilhas dos Açores.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.