Tiago regressa à seleção com um "sorriso de criança"

Tiago regressa à seleção com um "sorriso de criança"

 

Lusa/AO online   Futebol   6 de Out de 2014, 15:15

O futebolista Tiago, médio do Atlético Madrid, assumiu que se arrependeu de ter renunciado à seleção portuguesa após o Mundial2010 e que regressou à equipa liderada por Fernando Santos com "um sorriso de criança".

 

"Estou muito feliz, foram quatro anos em que estive fora. Sentia-me que não podia dar nada à seleção, sentia-me em baixo. Neste momento sinto precisamente o contrário. Tenho uma alegria imensa em jogar futebol e é bonito estar aqui", afirmou Tiago em conferência de imprensa.

O médio de 33 anos, que falava numa unidade hoteleira da zona de Óbidos, onde Portugal está a estagiar, arrependeu-se do fax que enviou há quatro anos a renunciar à seleção portuguesa e mostrou-se "muito agradecido" de ter tido a possibilidade de regressar.

"Pensava que era o meu ponto final, pensei que ninguém iria sentir a minha falta. Aprendi que nunca devemos fechar a porta, que nenhum jogador deve renunciar à seleção. Na altura estava cansado do futebol, precisava de respirar e estava triste. Neste tempo que passou o ‘bichinho'’ da seleção sempre esteve aqui dentro", explicou.

Tiago admitiu que se sentiu como uma "criança" quando hoje de manhã se juntou à seleção portuguesa, naquele que define como um "regresso a casa".

"Entrei aqui com um sorriso de criança na cara. Eu e o Ricardo [Carvalho] sabemos que não temos um futuro longo na seleção, mas queremos ter um presente forte", disse.

O médio do Atlético Madrid contou que houve a possibilidade de voltar a representar a seleção lusa pouco antes do Mundial2014, com Paulo Bento, mas acabou por recusar por sentir que não era a melhor altura para voltar.

"Não me iria sentir bem. Não queria que toda gente pensasse que estava só no Mundial apenas para jogar o Mundial. Mas já sentia vontade de voltar", referiu.

Pouco tempo depois, a "porta" da seleção portuguesa voltou a abrir-se, desta vez após um telefonema de Fernando Santos, novo selecionador, que assumiu o desejo de poder contar com Tiago para a campanha de qualificação para o Euro2016.

"Perguntou-me se estava disponível e eu disse claro que sim. Disse-me que para ele a idade não contava e que queria ter todos os jogadores disponíveis. As portas abriram-se um bocadinho e eu empurrei-as", afirmou.

Pouco antes, também em conferência de imprensa, Cedric, umas das caras novas na convocatória de Portugal, admitiu que está a viver um sonho e que vai "fazer tudo" para no futuro continuar nas escolhas de Fernando Santos.

"Sinto-me orgulhoso por estar aqui, estou muito contente e vou fazer o meu melhor. Chegou a hora. Desde pequenino tinha este sonho, a representação do nosso Portugal", referiu.

O lateral direito enalteceu ainda o seu clube, o Sporting, que "empresta" seis jogadores à seleção nacional na primeira convocatória de Fernando Santos.

"É um exemplo para Portugal. É um clube que aposta na formação e que mostra que também os jogadores portugueses se podem valorizar", frisou.

Ainda hoje, Portugal realiza na zona de Óbidos um treino, às 17:00, o primeiro de Fernando Santos como selecionador nacional.

A seleção "lusa" prepara o encontro particular com a França, que está agendado para sábado em Paris, e o confronto três dias depois em Copenhaga frente à Dinamarca, da segunda jornada do Grupo I de qualificação para o Euro2016.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.