Suécia vai reconhecer "Estado da Palestina"

Suécia vai reconhecer "Estado da Palestina"

 

Lusa/AO online   Internacional   3 de Out de 2014, 16:11

A Suécia vai reconhecer o "Estado da Palestina", anunciou o primeiro-ministro Stefan Lofven, sublinhando que a solução do conflito israelo-palestiniano passa pela criação de dois Estados.

 

“Uma solução de dois Estados supõe um reconhecimento mútuo e a vontade de uma coexistência pacífica. É por isso que a Suécia vai reconhecer o Estado da Palestina”, declarou Lofven no seu discurso de tomada de posse no parlamento.

Devem respeitar-se “as exigências legítimas quer dos palestinianos quer dos israelitas quanto à sua autodeterminação e à sua segurança”, defendeu.

O novo governo sueco formado hoje, que integra os sociais-democratas e os verdes, é mais favorável à causa palestiniana que o anterior, que seguia a linha dos grandes países da Europa Ocidental na questão.

O reconhecimento do Estado palestiniano e o apoio “ativo ao trabalho de reconciliação” estão entre as prioridades do partido social-democrata, que quer igualmente que “os crimes de guerra de Israel sejam analisados e que o bloqueio a Gaza seja levantado”.

O primeiro-ministro sueco não precisou se o reconhecimento por Estocolmo do Estado palestiniano será sujeito ao voto do parlamento, no qual o governo é minoritário.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.