Subidas de PT e BES suportam PSI 20


 

Lusa / AO Online   Economia   7 de Dez de 2007, 18:33

A Euronext Lisboa fechou hoje em alta, em sintonia com as congéneres europeias, com o PSI 20 a subir 0,14 por cento, para 13.116,35 pontos, influenciado pelos ganhos de PT e BES.
    Dos 20 títulos que integram o principal índice da bolsa portuguesa, 12 subiram, seis desceram e dois ficaram inalterados, numa sessão de boa liquidez.

    Pela positiva destaque para Portucel, Cimpor e REN.

    Do lado negativo referência para Brisa, BCP e Mota-Engil.

    A Europa viveu uma sessão positiva, subindo pelo terceiro dia, puxada sobretudo por títulos do sector mineiro, segurador e bancário, num dia em que os preços dos metais estiveram em alta e os investidores acreditam que os movimentos de fusões e aquisições vão continuar.

    A Xstrata subiu para máximo de sempre com especulações de que poderá ser alvo de uma oferta por parte da Anglo American.

    No sector mineiro ficaram ainda em alta a BHP Billiton, Rio Tinto e Antofagasta.

    Entre as subidas mais acentuadas destaque ainda para Allianz, Axa, Aviva e Munich Re, tendo a resseguradora avançado o máximo em dois anos depois da Cevian Capital ter comprado uma participação na empresa.

    Nos ganhos destaque ainda para os bancos Barclays, UBS, CS Group, Fortis e HSBC e também para as tecnológicas Philips, Ericsson e Alcatel-Lucent.

    O índice de referência DJ Stoxx 50 fechou a subir 0,82 por cento, para 3.786,01 pontos, e o Euronext 100 encerrou a ganhar 0,65 por cento, para 1.007,86 pontos.

    As valorizações nas congéneres da bolsa portuguesa oscilaram entre um mínimo de 0,47 por cento de Madrid e os 1,07 por cento de Londres.

    A Euronext Lisboa terminou o dia com a menor subida do exterior, com as quedas de BCP e EDP as limitarem o efeito dos ganhos de Portugal Telecom (PT) e BES.

    O BCP perdeu 0,99 por cento para 3 euros, enquanto os outros dois títulos da banca encerraram em alta, com BPI a somar 0,55 por cento para 5,52 euros e o BES a progredir 0,94 por cento para 16,05 euros.

    A Portugal Telecom avançou 0,86 por cento para 9,33 euros e a PT Multimédia progrediu 0,44 por cento para 9,22 euros.

    As valorizações foram lideradas pela Portucel, com um ganho de 2,39 por cento para 2,57 euros.

    A REN encerrou em alta de 1,63 por cento para 3,74 euros, a Galp Energia a subir 0,54 por cento para 14,85 euros, enquanto a EDP deslizou 0,86 por cento para 4,59 euros e foi o título mais negociado com 15 milhões de acções trocadas.

    A Brisa protagonizou a maior queda da sessão, ao deslizar 0,99 por cento para 10 euros.

    Durante a sessão de hoje foram transaccionadas 59 milhões de acções no principal índice da bolsa portuguesa, correspondentes a um volume de negócios de 298,6 milhões de euros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.