Sporting de Braga e Portimonense saem da Taça da Liga com um empate

Sporting de Braga e Portimonense saem da Taça da Liga com um empate

 

Lusa/AO online   Futebol   29 de Dez de 2017, 17:41

Sporting de Braga e Portimonense terminaram hoje a participação na Taça da Liga de futebol com um empate 2-2, num jogo para cumprir calendário em que os minhotos desperdiçaram uma vantagem de dois golos.

Regressado à competição quase cinco meses depois devido a lesão, Wilson Eduardo inaugurou cedo o marcador (06 minutos) e, numa fase em que o Portimonense dominava, Bruno Viana aumentou para 2-0 (32).

Contudo, dois golos de Dener (39 e 79) repuseram alguma justiça no marcador, sendo que, a haver um vencedor neste jogo da terceira e última jornada do grupo A, a equipa de Portimão mereceu-o mais pela qualidade do futebol que apresentou.

O Portimonense apenas repetiu três jogadores em relação ao jogo com o Benfica, também da Taça da Liga, e o Braga, que num espaço de pouco mais de um mês foi eliminado da Taça de Portugal e da Taça da Liga, também apresentou várias alterações no ‘onze’, com destaque para a titularidade do guarda-redes Tiago Sá (André Moreira nem no banco se sentou e estará de saída do clube) e de Wilson Eduardo.

O extremo não podia desejar melhor regresso, chamando a si a autoria do primeiro golo, com uma recarga vitoriosa após primeiro remate de Ricardo Horta.

O jogo foi apenas para cumprir calendário, porque, antes da última ronda, o Vitória de Setúbal já tinha assegurado a passagem à ‘final four’, que vai ter lugar em Braga, em janeiro do próximo ano - o pouco interesse manifestou-se nas bancadas, onde, apesar dos preços simbólicos, estiveram menos de três mil pessoas.

Um remate de Fabrício aos 15 minutos, que obrigou Tiago Sá a defesa atenta, iniciou o melhor período do Portimonense na primeira parte, com 20 minutos de domínio completo, bom futebol e alguns lances de perigo junto da baliza minhota. Mas a eficácia estava do outro lado, e, aos 32 minutos, após um canto, Bruno Viana surgiu sem marcação e dilatou a vantagem bracarense.

Contudo, três minutos depois o Portimonense reduziu, por Dener, que marcou de cabeça, também na sequência de após um canto, e fixou o resultado ao intervalo.

Aos 53 minutos, Wilson Eduardo esteve muito perto de bisar, mas caprichosamente a bola não entrou, num lance confuso em que um defesa do conjunto algarvio cortou para o poste.

À hora de jogo, Abel Ferreira fez entrar Fábio Martins e Esgaio, mas o jogo continuou menos interessante do que na primeira parte.

Apesar do equilíbrio, o Portimonense tinha mais bola e com dois bons remates, de Nakajima (68) e Fabrício (76), colocou à prova o jovem guarda-redes Tiago Sá.

A ameaça consumou-se aos 79 minutos, com Dener a bisar após assistência de Fabrício, que aproveitou um erro infantil de Danilo em zona proibida.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.