Sovena fica com maior olival do mundo ao comprar herdade a grupo espanhol


 

Lusa / AO online   Economia   13 de Mar de 2010, 17:21

O Grupo Sovena comprou 5.200 hectares de olival, no Alentejo, à SOS Corporación Alimentaria, num negócio avaliado em 91 milhões de euros e que consolida a segunda posição do mundo no setor do azeite da empresa portuguesa.

A Elaia, que tem como principal marca a Oliveira da Serra, é detida em partes iguais pelo Grupo Sovena e pela capital de risco Atitlan Alpha SCR, e realçou na sexta feira em comunicado que "adquiriu 5.200 hectares de olival português, o denominado Projecto Terra, ao Grupo espanhol SOS, numa operação assessorada pelo Espírito Santo Investment".

Os valores da operação (91 milhões de euros) foram revelados pelo Grupo SOS ao regulador do mercado espanhol, a Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV).

"Esta aquisição faz parte de um projeto mais amplo, que nasceu em 2007, com o objetivo de integrar toda a cadeia de valor do olival", salientou a empresa portuguesa, acrescentando que com a aquisição do Projecto Terra, esta converte-se na maior iniciativa mundial com estas características".

Com a compra, somam-se os novos 5.200 hectares às atuais herdades portuguesas resultando num total de 9.700 hectares, em 57 herdades distribuídas por sete pólos, naquele que é o maior olival do mundo.

A Elaia, que fechou 2009 com receitas de 800 milhões de euros e emprega 1.138 pessoas, sublinhou que "este investimento, pelo que significa em termos requalificação e expansão da área de olival, demonstra uma clara aposta na agricultura portuguesa".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.