Rali de Portugal

Segunda especial neutralizada devido a incêndio


 

Lusa/AO Online   Motores   22 de Mai de 2015, 11:47

A segunda classificativa do Rali de Portugal, em Ponte de Lima, foi esta sexta-feira de manhã neutralizada após a passagem dos primeiros 32 carros, devido a um foco de incêndio no km 12, informou a organização.

 

O decurso da prova foi também perturbado por um incêndio no carro 00 – um dos três que faz a abertura da estrada antes da passagem dos pilotos – mas os dois focos não impediram que 32 concorrentes, nomeadamente todos os WRC, completassem esta ‘especial’, cuja realização esteve em dúvida até de manhã.

De acordo com os regulamentos, os pilotos que terminaram a classificativa retêm os tempos alcançados, enquanto os restantes, que seguiram até ao início do troço seguinte por uma rota alternativa, ficam com o tempo do último piloto a passar, embora deva haver revisão posterior após a segunda passagem no troço, durante a tarde.

A primeira classificativa do dia, segunda do Rali de Portugal, foi para a estrada, apesar de o incêndio que deflagrou na região na quinta-feira à tarde mantivesse uma frente ativa, tendo começado com um ligeiro atraso para que as viatura dos bombeiros se retirassem.

Para hoje, está prevista a realização de seis provas especiais de classificação, nomeadamente duas passagens em Ponte de Lima, Caminha e Viana do Castelo.

O norueguês Andreas Mikkelsen (Volkswagen) arrancou hoje como líder da prova, depois de ter sido o mais rápido na superespecial de quinta-feira, em Lousada.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.