Scanners corporais nos aeroportos alemães

 Scanners corporais nos aeroportos alemães

 

Lusa/AO Online   Internacional   4 de Jan de 2010, 14:07

O governo alemão tenciona introduzir os chamados scanners corporais nos aeroportos dentro de seis meses, em fase experimental, anunciou hoje o porta-voz para assuntos de segurança do grupo parlamentar dos democratas-cristãos (CDU), Wolfgang Bosbach.

A ministra da tecnologia e investigação, Annete Schavan, mostrou-se também convicta de que até meados deste ano “estará disponível uma nova geração de scanners corporais”, que não violem os direitos de privacidade.

O debate em torno do recurso a scanners corporais intensificou-se após um atentado terrorista gorado contra um avião da Delta Airlines que fazia o trajecto entre Amesterdão e Detroit, na véspera de Natal.

O presumível terrorista, um jovem nigeriano de 23 anos, conseguiu introduzir-se na aeronave levando consigo substâncias explosivas coladas ao corpo que não são detectáveis pelos detectores actualmente usados nos aeroportos.

Entretanto, vários países europeus, como a Holanda, Reino Unido e Itália, anunciaram que passarão a utilizar scanners corporais nos aeroportos, para tornar os controlos de passageiros mais eficazes.

Segundo o semanário Focus, a polícia federal apresentará ainda em Janeiro ao ministério do Interior uma proposta sobre a utilização dos novos scanners corporais.

O ministro da tutela, Thomas de Maziere, já anunciou, porém, que os aparelhos só serão autorizados se forem eficazes na detecção de “qualquer tipo” de explosivos, não revelarem zonas íntimas do corpo e não puserem em risco a saúde dos passageiros.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.