Santa Clara exige indeminização para deixar sair Daniel Ramos para o Marítimo

Futebol /
Daniel Ramos santa clara 2016/2017

2144 visualizações   

O diretor desportivo do Santa Clara, Hugo Pacheco de Melo, confirmou hoje à agência Lusa o interesse do Marítimo no treinador de futebol Daniel Ramos, mas advertiu que o treinador só sai perante o pagamento de uma indeminização.
 

"Neste momento, há o interesse do Marítimo no nosso treinador, O que é certo, é que a nossa maior preocupação é defender os interesses do Santa Clara e é isso que está em causa neste momento. O próprio Daniel Ramos sabe disso, o próprio presidente do Marítimo [Carlos Pereira] sabe disso e este é o ponto em questão que aguarda uma resolução", afirmou Hugo Pacheco de Melo.

Questionado quanto às contrapartidas que o Santa Clara exige para permitir que Daniel Ramos rescinda o contrato válido por uma época, o responsável refere o pagamento de uma indeminização, sem confirmar, porém, valores, nomeadamente os 50.000 divulgados na imprensa.

"Terá de haver obviamente uma indeminização ao Santa Clara. Obviamente que, quanto a valores, não vou obviamente divulgar nem vou falar sobre isso", disse.

A Direção confirma, no entanto, o interesse de Daniel Ramos em orientar pela primeira vez um clube da I Liga de Futebol e suceder ao brasileiro Paulo César Gusmão, demitido pela direção do clube madeirense no início da semana.

"O nosso interesse neste momento é que isto seja um processo mais célere possível para bem de todos", afirma Hugo Pacheco de Melo.

Na terça-feira, nas comemorações do 106.º aniversário do Marítimo, Carlos Pereira admitiu estar à procura de um treinador português, vinculado a outro clube, mas sobre Daniel Ramos disse apenas que “é um treinador que tem tido um percurso excelente”.