Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO Online   Nacional   29 de Dez de 2010, 06:10

O pagamento de taxas moderadoras por desempregados, o desemprego no norte e a “guerra” de acionistas na Galp são alguns dos destaques dos jornais de hoje.

O Diário Económico (DE) salienta que “Desempregados com mais rendimentos vão pagar taxas moderadoras”, adiantando que a partir de 2011, “só os desempregados que recebam um subsídio inferior ao salário mínimo nacional é que manterão as isenções na Saúde”.

O Jornal de Notícias (JN) dá conta que “Desemprego no Norte não para de aumentar”, referindo que há quase 245 mil inscritos nos centros à procura de emprego.

O i escreve na manchete “Cortes nos salários. A guerra segue nos tribunais e Cavaco está no meio das balas”, ilustrando a capa com um malmequer em cujas pétalas se lê “passa” e “não passa”.

O Correio da Manhã (CM) avança que “Segurança Social baixa salários". O jornal diz que “subsídios e componentes até agora isentos da taxa de 11% passam a pagar com a entrada em vigor do novo Código Contributivo” e que “padres e desportistas também são fortemente penalizados”.

O Público titula “Segurança Social não sabe regras do novo código”. Na manchete, salienta que “Oito mil advogados decidiram abandonar a profissão nos últimos seis anos”.

O Jornal de Negócios noticia que “Desempregados e reformados vão perder saúde gratuita em janeiro” e que “Contas da eletricidade, água, televisão e telemóvel aumentam”. Na manchete, destaca “Angolanos ameaçam vetar Petrobras na Galp”.

Ao Negócios, o presidente da Associação Portuguesa de Bancos, António de Sousa, afirma que “Enquanto os bancos se lembrarem da crise não haverá ‘spreads’ tão baixos”.

No CM, lê-se também “Cortes agravam caos nas Urgências” dos hospitais, “Seis guardas prisionais agredidos em Custóias” e “Benfica teme contágio de Cardozo”.

O JN também chama à capa o motim na cadeia de Custóias e destaca que incêndio provocou um “Grande susto em fábrica de calçado” inaugurada há 20 dias.

No DE destacam-se igualmente os títulos “Pais do Amaral compra já 10% da TVI e deverá reforçar em 2011”, “Finanças querem manter apoios à banca até junho” e “Governo força acordo de acionistas na Galp”.

O i avança ainda “Ensino noturno. Aulas começam duas horas mais tarde em janeiro”, “Emprego jovem. Vagas para estagiários batem recorde” e “FC Porto. Villas-Boas renova contrato até 2013”.

Em dia de aniversário, o Diário de Notícias publica uma edição especial com o título “Um jornal com História para ler nos próximos 146 anos”.

“Escolas perdem 5,5 por cento das verbas em 2011”, “Tese plagiada leva à anulação de doutoramento” e “Plano Rodoviário Nacional vai ser alvo de cortes” são outros títulos do Público, que também salienta “O desporto em Portugal na última década”.

A Visão dedica a capa ao “homejacking”, com o título “Terror em casa”, a Sábado contas as “Histórias surpreendentes de antepassados nobres” e a Focus explica “Como viver melhor em 2011”.

Quanto aos desportivos, a Bola destaca “Cardozo – surpresa de um regresso imediato”, o Record revela que “Benfica desiste de Funes Mori” e o Jogo escreve simplesmente “Até 2013” sobre a renovação do contrato do treinador do FC Porto.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.