Revista da imprensa de Lisboa


 

Lusa/AO Online   Nacional   13 de Mar de 2010, 06:57

O congresso do PSD, que hoje começa em Mafra, a detenção de um suspeito de violações em Benfica, Lisboa, e as agressões a professores nas escolas são destaques nos jornais.

O Jornal de Notícias (JN) titula em manchete que Pedro "Passos [Coelho] e [Paulo] Rangel [estão] quase empatados", segundo uma sondagem da Universidade Católica, que dá o candidato Aguiar Branco como "muito atrasado na corrida pela liderança pelo PSD".

A mesma sondagem, na primeira página do Diário de Notícias (DN), atribui 35 por cento a Passos Coelho, 32 por cento a Paulo Rangel e oito por cento a Aguiar Branco.

A edição de fim de semana do i também começa pelo PSD, destacando que Marcelo Rebelo de Sousa disse ao jornal que está "a pensar se vai" ao congresso de Mafra, enquanto o 24horas destaca uma entrevista a Paulo Rangel.

O PSD está na manchete do Público com o título "Música no PSD", revelando que tipo de música ouvem os candidatos à liderança do partido.

Sobre o congresso do PSD, o Expresso destaca declarações de Passos Coelho, em que o candidato afirma que "nem afronta nem serve Cavaco" Silva.

"Bruxelas aprova PEC… que vai custar mais 800 euros a cada português", foi a escolha do semanário para manchete.

O JN titula ainda que as "Baixas psiquiátricas crescem entre professores" e anuncia uma reportagem acerca de "alunos que gostam de matemática".

Há "mais docentes agredidos na escola do professor que se atirou ao Tejo", revela o Público, enquanto o DN titula que "Família acusa escola de levar professor ao suicídio" e o Correio da Manhã (CM) que "Professor não resiste a violência na escola".

O JN revela ainda que foram "detidos três abusadores de crianças no mesmo dia", o DN que a "PJ deteve em dois meses três dos violadores mais procurados" e o CM acrescenta que ficou em prisão domiciliaria um pedófilo de Santa Maria da feira que atacava à porta de escolas.

Na sequência da detenção de um alegado membro da ETA em Portugal, o DN revela que as "Secretas confirmam rede de apoio à ETA em Portugal", o i salienta que "Etarra preso em Lisboa aumenta suspeitas sobre base portuguesa", o Público que a "ETA tem mais casas de apoio em Portugal" e o CM que "Etarra vivia em pensão no centro de Lisboa".

"Sócrates paga promessa a Cordeiro", realça a manchete do CM, o único jornal que, na primeira página, passa ao lado do Congresso do PSD.

O CM escreve que o "Governo aumentou margens na venda de remédios" e que estão a ser investigadas conversas com o presidente da Associação Nacional de Farmácias no âmbito do processo Face Oculta.

O JN titula ainda que "Suspeitas de licenciamentos também levaram PJ à Câmara de Vila Real", o i que a "Greve na TAP mata os únicos dias rentáveis até junho" e o Público que o "OE [foi] aprovado com poucas alterações".

O Público realça ainda uma auditoria do Tribunal de Contas, na qual concluiu que os "Municípios não controlam financiamentos" que dão as instituições sem fins lucrativos.

O 24horas escolheu para manchete "O novo amor de Teresa Guilherme".

Nos desportivos, A Bola titula "O talismã", referindo que o dirigente sportinguista Costinha "recusou carreira de treinador", enquanto o Record chama a este dirigente "Ministro da saúde".

O Jogo titula "Farias, o mau da fita", realçando que o jogador "já treina condicionado desde 8 de fevereiro e deve sair no fim da época" .


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.