Réplicas de sismo danificam edifícios no centro de cidade da Nova Zelândia


 

Lusa / AO online   Internacional   26 de Dez de 2010, 12:17

As numerosas réplicas registadas desde o terramoto de 7,3 graus que sacudiu sábado o arquipélago de Vanuatu danificou vários edifícios de Christchurch, na Ilha Sul da Nova Zelândia.

Registaram-se até agora 16 sismos de magnitude até 4,9 graus na escala aberta de Richter num raio de cinco quilómetros da cidade de Christchurch, abrangenda uma área com 370 000 habitantes.

As autoridades não registaram qualquer vítima na sequência destas réplicas, que levaram a polícia a isolar parte do centro da cidade com medo de que os edifícios danificados possam cair.

“Precisamos de manter os cordões de segurança nestes locais pelo perigo potencial que estes edifícios representam para a segurança”, afirmou o inspetor Derek Erasmus, responsável local de segurança, aio diário digital ‘Stuff’.

“Amanhã vamos rever a situação na zona isolada para poder eventualmente reabrir as ruas cortadas ao trânsito”, acrescentou.

As equipas de peritos detetaram problemas em 20 edifícios do centro, incluindo o Centro Guthrey

Christchurch voltou a ser vítima da actividade sísmica, depois de no passado mês de setembro um terramoto de sete graus ter morto uma pessoa, ferido dezenas e provocado diversos estragos na cidade.

Cerca de 100 000 vivendas - metade das casas da região de Canterbury - foram afetadas e o Governo declarou o recolher obrigatório durante as primeiras noites para evitar saques de lojas e manteve o estado de emergência durante duas semanas.

A Nova Zelândia fica sobre a falha entre as placas tectónicas do Pacífico e da Oceânia e sofre cerca de 14 000 sismos por ano, a grande maioria de fraca intensidade.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.