Receitas de hotelaria em queda

Receitas de hotelaria em queda

 

lusa   Regional   16 de Fev de 2010, 15:00

As receitas da hotelaria nos Açores caíram 10,1 por cento em 2009, relativamente ao ano anterior, fixando-se em 49,1 milhões de euros, revelou ontem o Serviço Regional de Estatística (SREA).
No mesmo sentido, os dados oficiais indicam que as unidades hoteleiras do arquipélago registaram uma quebra de 10,9 por cento nas dormidas em 2009, relativamente ao ano anterior.

Segundo os dados divulgados pelo SREA, os hóspedes nacionais foram responsáves no ano passado por 489 500 dormidas nos hotéis, residenciais e pousadas do arquipélago, o que representa uma quebra de 7,6 por cento relativamente a 2008.

Entre os turistas estrangeiros, a descida foi maior, tendo-se registado 515 500 dormidas, menos 13,7 por cento que em 2008.

No ano passado, o rendimento médio por quarto sofreu uma baixa de 10 por cento nos Açores, fixando-se em 23,4 euros, contra 27,4 euros da média nacional.

O recuo na procura das unidades hoteleiras açorianas atingiu sete das nove ilhas, registando-se subidas apenas na Graciosa (6,2 por cento) e no Pico (0,5 por cento).

Segundo o SREA, as quebras mais acentuadas verificaram-se nas ilhas das Flores (13,1 por cento), Faial (12,6), S. Miguel (12) e Terceira (8 por cento).

A ilha de São Miguel concentrou 69,3 por cento do total das dormidas (696 300), seguindo-se a Terceira com 14,1 por cento, e Faial, que absorveu oito por cento, revelam os dados do Serviço Regional de Estatística.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.