Ramalho Eanes preside comissão de honra da comemoração dos 40 anos da RTP Açores

Ramalho Eanes preside comissão de honra da comemoração dos 40 anos da RTP Açores

 

Lusa/AO Online   Regional   22 de Mai de 2015, 05:52

O general Ramalho Eanes vai presidir a comissão de honra dos 40 anos da RTP Açores, disse à Lusa o presidente do Conselho de Administração da RTP, Gonçalo Reis.

 

A 10 de agosto, a RTP Açores cumpre 40 anos de vida e esta data será comemorada com um conjunto de iniciativas, que inclui "uma exposição em todas as ilhas" açorianas relativas à RTP e à Região Autónoma dos Açores, explicou o gestor.

Neste âmbito, foi criada uma comissão de honra que será presidida pelo antigo Presidente da República António Ramalho Eanes.

"Além de ser uma honra para a RTP, porque é uma referência nacional e cívica, o general Ramalho Eanes foi também presidente da RTP entre 1974 e 1975" salientou Gonçalo Reis.

"Foi ele que tomou a decisão de lançar a RTPAçores", acrescentou.

Quando a emissão regional arrancou, Ramalho Eanes já não presidia a empresa, "mas na prática a decisão foi sua", disse.

A primeira emissão do Centro Regional dos Açores viu a luz do dia a 10 de agosto de 1975, com uma emissão experimental e excecional de seis horas.

As comemorações do 40.º aniversário da RTPAçores arrancaram a 08 de maio, com a presença do canal na rede cabo.

A efeméride incluirá um ciclo de conferências e uma exposição itinerante nas várias ilhas e também no continente.

Na segunda quinzena de julho, adiantou Gonçalo Reis, decorrerá uma conferência que será presidida por Ramalho Eanes.

A Comissão de honra inclui ainda várias individualidades da Região Autónoma dos Açores, entre elas todos os ex-presidentes do Governo Regional dos Açores - Mota Amaral e Carlos César -, assim como o atual, Vasco Cordeiro, o presidente e ex-presidentes da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores e o presidente da Universidade dos Açores.

Questionado sobre o Centro Regional dos Açores, Gonçalo Reis disse que a RTP está a "trabalhar a nível empresarial" e prevê "reorganizar parte das instalações.

O gestor adiantou que a televisão vai passar para as instalações da rádio.

"Vamos apetrechar tecnicamente os Açores e a Madeira", nomeadamente com "estúdios virtuais", acrescentou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.