Quatro antigos dirigentes dos Khmers vermelhos presentes a tribunal


 

Lusa/AO online   Internacional   16 de Set de 2010, 18:56

Quatro antigos dirigentes do regime comunista dos Khmers vermelhos (1975-79) compareceram esta quinta-feira no tribunal de Phnom Penh, apadrinhado pela ONU, por genocídio, crimes contra a humanidade e crimes de guerra, disse fonte judicial.
O ideólogo do regime de Pol Pot ou "Irmão Número Dois”, Nuon Chea, e o seu ministro dos Negócios Estrangeiros, Ieng Sary, “Irmão Número Três”, deverão responder pela sua actuação no referido regime, responsável pela morte de cerca de dois milhões de pessoas.

Khieu Samphan, Presidente do "Kampuchea Democrático”, e Ieng Thirith, ministro dos Assuntos Sociais do regime, serão também julgados pelos mesmos crimes.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.