PSP interceta 52 adeptos envolvidos em confrontos antes do Vitória de Guimarães-Braga

PSP interceta 52 adeptos envolvidos em confrontos antes do Vitória de Guimarães-Braga

 

Lusa/AO online   Futebol   19 de Fev de 2018, 09:09

A PSP de Guimarães intercetou 52 adeptos envolvidos nas agressões que antes do dérbi entre Vitória de Guimarães e Sporting de Braga, para a 23.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, de que resultaram oito feridos.

Os adeptos, todos eles afetos ao Sporting de Braga, encontram-se nas instalações da PSP de Guimarães, sujeitos a "processos de averiguações e identificações" que podem levar a eventuais detenções, confirmou à agência Lusa o comissário da PSP de Guimarães, João Pinheiro.

Os desacatos, afirmou o agente policial, começaram por volta das 18:30, quando cerca de uma centena de adeptos sem adereços, mas com cânticos de apoio aos 'arsenalistas', apareceu junto do edifício dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, por uma zona onde não era suposto circularem adeptos do Braga, segundo a informação que tinham recolhido.

Esse grupo cruzou-se com adeptos do Vitória que estavam num café próximo do local, e, segundo o comissário, os confrontos sucederam-se, com "arremessos de cadeiras", que causou danos no mobiliário do estabelecimento.

João Pinheiro referiu que as agressões causaram três feridos, que ficaram nas instalações da PSP de Guimarães, mas fonte dos Bombeiros Voluntários de Guimarães adiantou à Lusa que houve ainda dois que foram levados ao Hospital Senhora da Oliveira e outros três que ficaram a ser tratados nas instalações dos bombeiros.

Os desacatos terminaram com a intervenção das forças da PSP, que, segundo vários órgãos de comunicação social, recorreram a tiros de 'shotgun'.

A PSP, disse João Pinheiro, intercetou ainda um outro adepto do Sporting de Braga, mas noutra situação.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.