PSD diz que desemprego nos Açores confirma "incapacidade" do Governo Regional


 

Lusa/AO online   Regional   5 de Ago de 2014, 13:35

O PSD dos Açores considera que os números do desemprego conhecidos hoje, que revelam que o arquipélago tem a taxa mais alta do país, confirmam "a incapacidade" do Governo Regional socialista para recuperar a economia açoriana

Num comunicado, o PSD/Açores vinca que a taxa de desemprego no arquipélago, no segundo trimestre deste ano, foi de 16%, o valor mais alto de todo o país, e que a região foi "a única” onde o número de desempregados aumentou em comparação com o segundo trimestre do ano passado.

Quanto à diminuição da taxa de desemprego nos Açores em comparação com o trimestre anterior (o primeiro de 2014), o PSD diz que se deve à “sazonalidade”.

"De facto, os números agora divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística revelam que os Açores continuam a revelar grandes dificuldades para conseguir diminuir a elevada taxa de desemprego", lê-se no comunicado.

Para os sociais-democratas açorianos, "os números agora divulgados vêm, por isso, confirmar a incapacidade do Governo Regional para a recuperação da economia açoriana", já que "a nível nacional é clara a tendência de redução do desemprego".

"Há uma descida do desemprego em todas as regiões do país entre o segundo trimestre de 2013 e o segundo trimestre de 2014. Nos Açores, pelo contrário, há mais desempregados do que um ano antes", acrescentam.

O PSD/Açores diz que o mais importante agora é "encontrar soluções para um problema" que está a deixar a região "para trás", assegurando que os açorianos podem contar com o partido "para trabalhar na procura de respostas e soluções".

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), a taxa de desemprego nos Açores no segundo trimestre desceu dois pontos percentuais em relação aos três meses anteriores e manteve-se igual quando comparada com o mesmo período de 2013.

A população desempregada nos Açores, no segundo trimestre de 2014, era de 19.450 pessoas (eram 21.725 no trimestre anterior e 18.939 no mesmo período de 2013).

A população ativa nos Açores era de 121.607 pessoas, mais 2,9% (2.445 indivíduos) relativamente ao segundo trimestre de 2013 e mais 0,7% (889 pessoas) relativamente aos três meses anteriores.

"O aumento homólogo, tal como no trimestre anterior, é devido sobretudo à subida de 6,7% da população ativa feminina (mais 3.402 mulheres), principalmente nos escalões dos 15 aos 24 e dos 45 aos 64 anos", segundo uma nota sobre os números do INE divulgada pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores.

A nível nacional, a taxa de desemprego caiu para os 13,9% no segundo trimestre deste ano, uma queda homóloga de 2,5 pontos percentuais e um recuo de 1,2 pontos face ao trimestre anterior.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.