PSD acusa Governo Regional de concorrer com privados


 

Lusa / AO online   Regional   3 de Dez de 2011, 17:23

A líder do PSD Açores, Berta Cabral, disse hoje que o Governo Regional "deve recuar" e acusou o executivo de ser um "concorrente desleal" dos empresários e comerciantes locais.

"Numa altura de crise em que os privados têm de encontrar novas oportunidades para se estabelecerem no mercado não faz sentido que o governo ocupe esse espaço e tenha ele próprio empresas que concorram diretamente", disse Berta Cabral.

A líder dos sociais-democratas na região frisou que "o Governo está a ocupar muito espaço que é dos privados" e faz concorrência "de forma desleal". Por isso "deve recuar", referindo-se à área do pescado "e a outras áreas".

Berta Cabral falava à margem da visita desta manhã ao Mercado Duque de Bragança, em Angra do Heroísmo (Terceira), onde registou "muitas preocupações dos comerciantes" e a "falta de condições".

Para a social-democrata os mercados municipais são "uma prioridade para qualquer ilha e para qualquer cidade" uma vez que promovem os produtos locais e regionais, mas essa promoção só se consegue "se houver condições".

"Todos temos que procurar novas oportunidades e novos mercados, todos temos que inovar, alterar, imprimir qualidade e promover, mas comecemos por casa", frisou a líder do PSD Açores.

Segundo Berta Cabral é preciso "promover" os produtos açorianos mesmo dentro da região, porque "há nove ilhas que podem contribuir e consumir aquilo que produzimos".

"Neste caso concreto de Angra parece-me que é bastante óbvio que há falta de condições, sobretudo a nível de estacionamento", disse.

Sobre o projeto que a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo apresentou em dezembro de 2010, e cujas obras de remodelação devem ter início em 2012, Berta Cabral desejou que "se concretize o mais rapidamente possível".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.