PSD/Açores pede mais desenvolvimento económico e social para ilha de São Jorge

PSD/Açores pede mais desenvolvimento económico e social para ilha de São Jorge

 

Lusa/AOOnline   Regional   12 de Abr de 2018, 18:19

O grupo parlamentar do PSD/Açores desafiou hoje o Governo Regional a “assumir as suas responsabilidades” em São Jorge, ilha que “pode e deve alcançar” outro nível de desenvolvimento económico e social.

De acordo com o parlamentar António Pedroso, eleito pela ilha de São Jorge, os privados “estão a fazer a sua parte, mas esperam outra atuação por parte do executivo”.

Segundo o deputado, citado em nota de imprensa do PSD/Açores, “falta" que o Governo Regional "faça o que lhe compete para que São Jorge aproveite o seu potencial na agricultura, turismo e ambiente”, áreas “essenciais para criar emprego, fixar jovens e atrair investimento”.

António Pedroso, que falava no final das jornadas parlamentares do PSD/Açores em São Jorge, que decorreram entre terça-feira e hoje, advoga que “os agricultores e os produtores estão a garantir a qualidade do leite e a qualidade do nosso queijo”, mas “é urgente que se construa um novo matadouro na ilha”.

Em relação à produção de queijo, o deputado exigiu “mais apoios” do executivo regional, alegando que o apoio dado para os 'stocks' “não tem chegado a um terço do que tem sido solicitado”.

“É importante aumentar a capacidade de armazenamento de forma a assegurar a qualidade do queijo que já tem dois ou três anos de cura e para que esse queijo se afirme num mercado diferenciado o que, acreditamos, irá gerar mais valor e mais riqueza para os agricultores de São Jorge”, explicou.

Apesar do investimento dos empresários turísticos em “alojamentos qualificados e de excelência”, aposta essa que “tem promovido um turismo diferenciado, na medida que está ancorado na paisagem marcante de São Jorge e nas suas fajãs ambientalmente reconhecidas”, António Pedroso considerou que este “é prejudicado pelas deficitárias ligações aéreas e marítimas e pela falta de credibilidade de programação".

Outro dos temas das jornadas parlamentares foi os transportes, sendo que nas ligações marítimas foram apontadas pelos social-democratas falhas como “horários que não são publicitados atempadamente”.

Para o parlamentar, “de um momento para o outro, São Jorge deixou de ser servido por uma linha, neste caso a ‘Linha Lilás’, quando os empresários e agentes turísticos já promoviam pacotes que incluíam essa mesma linha”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.