PSD/Açores exige "mais competência" ao Governo Regional e à SATA

PSD/Açores exige "mais competência" ao Governo Regional e à SATA

 

LUSA/AO online   Regional   26 de Ago de 2015, 18:24

O líder do PSD/Açores exigiu hoje "mais competência" do Governo Regional e da administração da SATA para acabar com o "estrangulamento" nas viagens aéreas entre as ilhas, em virtude do maior fluxo de passageiros trazidos pelas "low cost"

"O que se exige é que haja mais competência da tutela e da administração da SATA para que se acabe com este estrangulamento que existe na nossa região”, afirmou Duarte Freitas aos jornalistas após uma reunião com a direção da Associação Comercial e Industrial da ilha do Pico.

O líder do maior partido da oposição nos Açores referiu que “este estrangulamento tem prejudicado toda a região e cada ilha por si” e criticou a capacidade de planeamento da companhia aérea regional, uma vez que “o plano estratégico da SATA previa a dispensa de uma aeronave Q400 já este verão”.

“Tem havido reclamações de todas as ilhas por causa do serviço de transportes aéreos e marítimos de passageiros na nossa região”, afirmou Duarte Freitas, que esperava que a SATA Air Açores estivesse mais bem preparada para responder ao maior afluxo de turistas ao arquipélago.

Desde 29 de março que está implementado um novo modelo de transporte aéreo entre os Açores e o continente, que permitiu liberalizar o espaço aéreo nas ilhas de S. Miguel e Terceira, apesar de, até agora, só na primeira ilha haver operação de duas companhias aéreas de baixo custo.

“Num momento em que depois de um grande esforço, para o qual o PSD/Açores empenhou os seus melhores valores no sentido de garantir esse novo caminho que temos nos transportes aéreos na nossa região (…) era crucial que, também a nível interno, a SATA Air Açores estivesse melhor preparada para responder ao maior afluxo de turistas”, sustentou Duarte Freitas.

Apesar de se aproximar o fim da época estival, Duarte Freitas considerou que o que se impõe agora é “responsabilizar politicamente o secretário regional dos Transportes e o presidente do Governo Regional pela impreparação que revelaram, e também a administração da SATA, para responder a este novo afluxo de passageiros que as companhias aéreas ‘low cost’ vieram trazer aos Açores”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.