PSD/Açores aposta na "proximidade" para contornar problema da passagem da informação

PSD/Açores aposta na "proximidade" para contornar problema da passagem da informação

 

Lusa/AO Online   Regional   26 de Set de 2014, 07:21

O presidente do PSD/Açores, Duarte Freitas, defendeu hoje que o "segredo" para chegar aos açorianos está na "proximidade" e anunciou que vai "em breve" iniciar uma "presidência aberta" nos 19 concelhos do arquipélago.

Duarte Freitas, que falava na Lomba da Fazenda, na inauguração da sede do PSD no concelho do Nordeste, disse estar a trabalhar para resolver o “problema da passagem de informação nos Açores”.

“Nós temos verdadeiramente um problema nos Açores de saber como é que chegamos às pessoas”, afirmou, dizendo que o “poder comunicacional” do Governo Regional e do PS “é muito grande” e o PSD não tem “capacidade” para o enfrentar “das formas mais tradicionais”.

Duarte Freitas lembrou que neste momento a generalidade dos meios de comunicação social não cobre de forma uniforme todas as nove ilhas dos Açores e que, por outro lado, a emissão regional da televisão e a rádio pública perdeu audiências.

Por isso, “o segredo” está na “proximidade” através de iniciativas como “sessões de esclarecimento” em todas as 156 freguesias açorianas ou a abertura de sedes nos 19 concelhos do arquipélago, objetivo este que ficou hoje cumprido com a inauguração das instalações do PSD/Nordeste.

“É preciso falar com as pessoas”, sublinhou Duarte Freitas, realçando que esta é também “a matriz” do PSD/Açores, que se “construiu junto dos açorianos, com sessões de esclarecimento, falando com as pessoas”.

Duarte Freitas, que nos últimos meses passou pelos 19 concelhos dos Açores para inaugurar sedes onde elas não existiam e celebrar, em todos os municípios, os 40 anos da fundação do PSD/Açores, pediu por isso aos militantes e estruturas do partido para manterem “literalmente” as “portas abertas” das sedes concelhias, promovendo iniciativas e recebendo todos os que se queiram juntar ao partido ou dar sugestões.

“É assim que vamos construindo a motivação, o projeto de conseguirmos lançar de novo uma esperança para os açorianos, num novo modelo de governação, numa nova maneira de fazer política”, afirmou.

Duarte Freitas sublinhou que este é um caminho que se vai construindo a pouco e pouco, dizendo que tem neste momento “dois anos pela frente”, até às eleições legislativas regionais, para o consolidar.

No entanto, congratulou-se e disse-se “orgulhoso” por haver já resultados desse trabalho de “proximidade” com os açorianos, sendo o mais visível a adesão de 762 novos militantes ao partido entre janeiro e agosto de 2014.

O PSD/Açores é, aliás, a estrutura do partido a nível nacional que mais novos militantes conseguiu este ano, revelou, na mesma ocasião, o secretário-geral do PSD, Matos Rosa.

O dirigente nacional do PSD deu por isso os “parabéns” a Duarte Freitas, felicitando-o por o partido estar neste momento, nos Açores, “forte, mobilizado e moralizado” e com uma “dinâmica” nova.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.